Rumores

Aceita ou não aceita? O que está se falando até agora sobre se Lula virará ou não ministro

Jornais trazem informações desencontradas sobre ministério para Lula - alguns destacam que ele recusou de pronto, para outros, ele está menos refratário à possibilidade

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O rumor de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode virar ministro ganhou ainda mais força – e mais contradições – após o pedido de prisão preventiva do petista pelo Ministério Público de São Paulo. As notícias são diversas, de que o ex-presidente não descarta entrar no governo, enquanto outros ressaltam que ele estaria menos refratário sobre a possibilidade. 

As avaliações são de que o pedido do MP-SP dificulta a ida de Lula ao ministério, uma vez que a presidente Dilma Rousseff poderia ser acusada de obstrução da Justiça. 

Segundo informações da Folha de S. Paulo, o ex-presidente Lula pediu à presidente prazo até segunda-feira para responder se aceita ou não o convite para o ministério; Dilma teria convidado Lula para ocupar a pasta de sua preferência e o petista teria se comovido com a atitude dela. Dizendo-se dividido, ele não descartou a hipótese de comandar um ministério. De acordo com o jornal, os petistas trabalham com a perspectiva da juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo, refutar o pedido de prisão já nesta sexta-feira (11) ou até segunda. Assim, Lula se sentiria mais confortável para dar sua resposta depois que a juíza rejeitar o pedido de prisão.

Aprenda a investir na bolsa

segundo o Estadão, nos últimos dois dias o ex-presidente passou a admitir a possibilidade de aceitar um ministério, com interlocutores percebendo nas conversas com Lula uma postura diferente da primeira vez em que a hipótese foi levantada, no ano passado, quando ele rejeitou essa possibilidade. As fontes ouvidas pelo jornal afirmam que ele descarta a hipótese de aceitar um ministério como estratégia de defesa nas investigações em que é citado pela Operação Lava Jato e pelo Ministério Público de São Paulo. Porém, em meio à perspectiva de ajudar o governo Dilma a sair da crise, ele teria se mostrou disposto a avaliar a possibilidade.

O jornal aponta que, até o fim da tarde de ontem, dirigentes petistas e líderes sindicais pressionavam Lula a tomar uma decisão, de preferência até hoje. Segundo o Estadão, o pedido de prisão preventiva pode atrasar a definição, que reforça que o petista não deve se decidir antes da manifestação da Justiça sobre o pedido. 

Lula recusou convite?
Já segundo o jornal O Globo e o G1, Lula recusou o convite para assumir um ministério logo quando a notícia do pedido da prisão chegou aos ouvidos dele. 

“A presidente chegou a concordar com a proposta de ter Lula na equipe, mas a possibilidade foi descartada pelo próprio ex-presidente. Ele recomendou que recolhessem a proposta pois a presidente poderia ser acusada de tentativa de obstruir a Justiça. Por telefone, avisou a Jacques Wagner que não toparia o projeto”, informa Cristiana Lôbo, do G1. Ao descartar a hipótese, Lula ouviu uma avaliação de que o pedido dos promotores de São Paulo continha fragilidades. 

“Isso seria jogar a biografia dele no lixo — comentou um interlocutor do Planalto na noite desta quinta-feira”, afirmou o jornal O Globo. O jornal informa que Jaques Wagner disponibilizou seu próprio cargo na Casa Civil, em um arranjo no qual seria realocado no Ministério da Justiça, mas ouviu a negativa do ex-presidente. O ministro Ricardo Berzoini pediu então que o ex-presidente continue pensando no assunto e não descarte de forma definitiva os convites por enquanto.

Agora, o cenário segue de apreensão, com os mercados e os políticos de olho na decisão da juíza – e na expectativa pelas manifestações. 

PUBLICIDADE

 

Especiais InfoMoney:

Como o “trader da Gerdau” ganhou meio milhão de reais na Bovespa em 2 meses 

InfoMoney faz nova atualização na Carteira Recomendada de março; confira

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa