80% do mercado vê ‘relação colaborativa’ entre Galípolo e Campos Neto no BC

Antigo número 2 da Fazenda é visto como potencial sucessor na direção da autoridade monetária quando o mandato do atual presidente se encerrar

Estadão Conteúdo

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em audiência pública no Senado Federal (Foto: Pedro França/Agência Senado)

Publicidade

A relação entre o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e o diretor de Política Monetária da autarquia, Gabriel Galípolo, tem sido “colaborativa”, segundo 80% dos 87 profissionais de fundos de investimentos que responderam a pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta terça-feira, 19. Outros 20% afirmaram que a relação tem sido “competitiva.”

Ex-secretário executivo do Ministério da Fazenda, Galípolo foi indicado para o BC pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva este ano.

O antigo número 2 do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, é visto como potencial sucessor de Campos Neto na chefia da autoridade monetária quando o mandato do atual presidente se encerrar, no fim de 2024.

Continua depois da publicidade

Conforme o levantamento, caiu de 71% para 68%, entre julho e setembro, a proporção dos profissionais do mercado que estão “muito preocupados” com a futura indicação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à presidência do BC. Os que se dizem “pouco preocupados” avançaram de 27% para 29%, enquanto os que dizem não estar preocupados oscilaram de 2% para 3%.

A razão dos que avaliam a gestão de Campos Neto positivamente desde o começo de 2023 oscilou de 86% em julho para 85% em setembro, enquanto os que veem a gestão como regular passaram de 7% para 9%, e os que a avaliam negativamente, de 7% para 6%.

Selic

Para 80%, o BC deverá reduzir a taxa Selic de 13,25% para 12,75% na quarta-feira, 20. Outros 10% veem uma redução menor dos juros, enquanto o mesmo porcentual (10%) espera um corte maior do que 0,5 ponto.

A pesquisa ouviu 87 profissionais de fundos de investimentos sediados em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Newsletter

Infomorning

Receba no seu e-mail logo pela manhã as notícias que vão mexer com os mercados, com os seus investimentos e o seu bolso durante o dia

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.