Eleições 2018

16 pesquisas eleitorais serão divulgadas nesta semana; confira datas previstas

Em duas delas, realizadas pelo Ipespe e Paraná Pesquisas, a abrangência será nacional, ao passo que as demais, sob o comando do Ibope, serão feitas em diversos estados

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A menos de dois meses do primeiro turno, os eleitores começam, aos poucos, a entrar no clima da disputa que decidirá o próximo presidente do Brasil, além da nova composição do Congresso, dos titulares dos Executivos estaduais e a cara dos respectivos Legislativos locais. Nesta semana, além do limite para a apresentação de pedidos de registro de candidatura junto à Justiça Eleitoral na quarta-feira (15), ao menos 16 pesquisas de intenção de voto para presidente estão com divulgação prevista. Em duas delas, realizadas pelo Ipespe e Paraná Pesquisas, a abrangência será nacional, ao passo que as demais, sob o comando do Ibope, serão feitas em diversos estados (detalhes na tabela abaixo).

Leia também: Sem Lula, Bolsonaro mantém liderança com 23%, mas rejeição é de 57%, mostra XP/Ipespe

Levantamentos locais com os olhos para a corrida presidencial ajudam a dar mais informações sobre o desempenho dos candidatos nas mais diversas regiões do País. As pesquisas Ibope também levarão em conta as disputas aos governos estaduais, o que também tem sua relevância para a disputa pelo Palácio do Planalto, já que pode indicar o peso dos palanques com os quais cada presidenciável conta. Tudo isso, somado aos números gerais, oferece quadros mais completos sobre a dinâmica da batalha que se inicia e ganhará novos contornos a partir de 31 de agosto, quando começa o horário de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.

PUBLICIDADE

Confira os destaques de cada pesquisa:

EMPRESAREGISTROINÍCIOFIMDIVULGAÇÃOABRANGÊNCIAAMOSTRAMARGEM DE ERRO
Paraná PesquisasBR-02891/201809/0813/0814/08Brasil20022,0 p.p.
IpespeBR-06973/201811/0813/0815/08Pernambuco8003,5 p.p.
IpespeBR-02075/201813/0815/0816/08Brasil10003.0 p.p.
IbopeBR-08812/201810/0816/0816/08Ceará12043.0 p.p.
IbopeBR-01162/201810/0816/0816/08Alagoas8123.0 p.p.
IbopeBR-07096/201811/0817/0817/08Amapá8123.0 p.p.
IbopeBR-09360/201811/0817/0817/08Santa Catarina8123.0 p.p.
IbopeBR-03466/201811/0817/0817/08Rio Grande do Norte8123.0 p.p.
IbopeBR-06887/201811/0817/0817/08Sergipe8123.0 p.p.
IbopeBR-01235/201811/0817/0817/08Roraima8123.0 p.p.
IbopeBR-03809/201811/0817/0817/08Tocantins8123.0 p.p.
IbopeBR-06119/201811/0817/0817/08Rio Grande do Sul10083.0 p.p.
IbopeBR-05767/201811/0817/0817/08Amazonas8123.0 p.p.
IbopeBR-05595/201811/0817/0817/08Goiás8123.0 p.p.
IbopeBR-06548/201812/0818/0818/08Espírito Santo8123.0 p.p.
IbopeBR-05106/201812/0818/0818/08Pará8123.0 p.p.

Fonte: TSE

As pesquisas destacadas trazem cenários com e sem a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso há quatro meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro após condenação unânime em segunda instância. Apesar das chances remotas de poder participar da disputa, o nome dele será registrado pelo PT até 15 de agosto, com Fernando Haddad na vice. A expectativa é que o ex-prefeito de São Paulo assuma o comando da chapa ao longo do processo, com a deputada estadual Manuela D’Ávila (PCdoB) entrando como vice.

Nos últimos dias, a situação da candidatura petista provocou dúvidas entre diretores de institutos de pesquisa. Uma resolução do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) do ano passado (23.549) trata de regras para a realização e divulgação de pesquisas eleitorais durante a disputa. Eis o que determina o art. 3º: “A partir das publicações dos editais de registro de candidatos, os nomes de todos os candidatos cujo registro tenha sido requerido deverão constar da lista apresentada aos entrevistados durante a realização das pesquisas”.

Leia também: Lula ou Haddad: quem será o candidato do PT nas pesquisas?

No meio jurídico não há certeza se o texto impede que outros nomes que não sejam dos candidatos registrados possam ser testados nas pesquisas registradas a partir de 15 de agosto.

PUBLICIDADE

O InfoMoney ouviu quatro diretores de institutos de pesquisa bem avaliados no mercado. Dois deles afirmaram, sob a condição de anonimato, que ainda não definiram se incluirão Haddad nos próximos levantamentos e aguardam maior clareza no cenário. “Essa é uma questão delicada, até porque a situação de Lula ainda deve demorar a se resolver. Por isso, não há definição oficial sobre isso de nossa parte e da contratante”, afirmou um deles. “Estamos aguardando a névoa dissipar um pouco mais”, explicou outro.

Apenas um dos diretores cravou Haddad na próxima pesquisa, embora confesse uma preocupação com a judicialização da questão. Já o instituto Paraná Pesquisas informou que seu departamento jurídico entende ser necessária a manutenção do candidato lançado pelo partido ao menos até o registro de um pedido de impugnação pelo Ministério Público ou por outra sigla. Somente neste momento seria possível testar cenários com outros candidatos. Ou seja, Lula seria o único nome do PT testado até que sua candidatura fosse alvo de questionamento. Isso pode ocorrer em até 5 dias após a data limite para a apresentação de pedidos de registro de candidatura pelos partidos.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear