Em petrobras

Petrobras pede registro para oferta de ações da BR distribuidora

A operação poderia render até R$ 8 bilhões à estatal

petrobras br funcionário
(divulgação)

SÃO PAULO - A Petrobras solicitou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) registro de uma oferta pública de ações (follow on) da BR Distribuidora. A ideia é reduzir sua participação na subsidiária, que hoje está em torno de 70%. O porcentual de venda pode ficar entre 20% e 30%.

Pela cotação de ontem, a BR Distribuidora valia na B3, bolsa de valores de São Paulo, R$ 28,9 bilhões. Isso significa que a venda das ações poderia render à Petrobras até R$ 8 bilhões.

O anúncio ocorreu na sexta-feira, um dia após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir que a venda de subsidiárias de estatais não precisa passar por autorização do Congresso Nacional. Desde abril, o mercado aguardava o anúncio da venda das ações da BR Distribuidora, que ficou em espera desde que o ministro Edson Fachin suspendeu a venda da Transportadora de Gás Associado (TAG), por R$ 33 bilhões.

A venda da participação da Petrobras na distribuidora de combustível faz parte de um amplo plano de desenvolvimento iniciado ainda sob a gestão do executivo Pedro Parente para reduzir as dívidas da companhia. A meta da estatal é se desfazer de cerca de US$ 27 bilhões até 2022. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Invista nas ações das melhores empresas da bolsa com corretagem zero: abra uma conta gratuita na Clear.

 

Contato