Em petrobras

Petrobras eleva preço do diesel em 2,56%

Com isso, o combustível passa a ser vendido, na média, a R$ 2,3047 nas refinarias da companhia

diesel combustível
(reprodução)

SÃO PAULO - A Petrobras (PETR4) anunciou na noite desta sexta-feira (3) um aumento médio de 2,56% nos preços do diesel nas refinarias, enquanto o preço da gasolina não sofreu mudança. O reajuste é válido a partir deste sábado.

A informação consta no site da empresa, que afirma que houve um aumento de R$ 0,0577 no preço por litro do diesel. Com isso, o combustível passa a ser vendido, na média, a R$ 2,3047 nas refinarias da companhia. A gasolina está em R$ 2,045.

Vale lembrar que a companhia alterou recentemente algumas de suas políticas de reajustes por conta da confusão ocorrida em 11 de abril, quando anunciou um aumento de 5,74% no diesel, mas voltou atrás após um pedido do presidente Jair Bolsonaro.

Na semana passada, a estatal, em meio ao debate sobre os preços praticados e os riscos de uma nova greve dos caminhoneiros, passou a divulgar os preços praticados pela empresa, à vista, nos 37 pontos de suprimento do mercado brasileiro.

Além disso, em março, a companhia alterou um modelo usado desde julho de 2017 e informou que os preços do diesel passariam a ser reajustados por períodos não inferiores a 15 dias.

Reajuste do gás
Mais cedo, a Petrobras comunicou às distribuidoras de gás liquefeito de petróleo (GLP) que o preço do produto vendido em embalagem de até 13 quilos, popularmente conhecido como botijão de gás, vai ser reajustado a partir da meia noite do próximo domingo, dia 5.

Segundo o Sindigás, que representa as distribuidoras, o reajuste vai oscilar de 3,3% a 3,6%, dependendo do polo de suprimento.

"Pelos cálculos do Sindigás, o valor do GLP empresarial está 19,5% acima do GLP para embalagens de até 13 kg", acrescentou o sindicato em nota oficial.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

(com Agência Estado)

 

Contato