Em petrobras

As 3 boas notícias que levaram à disparada das ações da Petrobras nesta segunda-feira

Alta do petróleo, avanço na venda de ativos e Plano de Resiliência são fatores que impulsionam os papéis nesta sessão após um início de mês bastante morno

Petrobras

SÃO PAULO - Depois de um começo bastante morno para as ações da Petrobras (PETR3;PETR4) em março, a sessão desta segunda-feira (11) foi de fortes ganhos para os ativos.

Os papéis PETR3 chegaram a subir cerca de 6% na máxima do dia, fechando com ganhos de 5,66% (R$ 30,64) enquanto os ativos PETR4 fecharam perto da máxima, com variação positiva de 4,05% (R$ 27,75). Além do ânimo do mercado brasileiro após a fala do ministro da Economia Paulo Guedes para o Estadão (destacando faltar apenas 48 votos para aprovar a reforma da Previdência na Câmara) e a alta das bolsas internacionais, outros três fatores impulsionaram os papéis da companhia. 

São eles: i) a alta do petróleo de mais de 1% no mercado internacional; ii) o avanço na venda de ativos, com os anúncios feitos na última sexta-feira e a expectativa pelos acordos sobre a Braskem e a TAG e iii) o "Plano de Resiliência" anunciado pela companhia no final da noite de sexta-feira e que foi bem visto pelo mercado.

Confira abaixo os três fatores para a alta da Petrobras nesta segunda-feira (11):

i) Petróleo em alta

Durante a tarde desta segunda-feira, o petróleo WTI subia 1,32%, a US$ 56,81 o barril, enquanto o brent tinha alta de 1,31%, a US$ 66,60 o barril.

Esse movimento ocorreu em meio às indicações de que a Arábia Saudita planeja cortar suas exportações de petróleo bruto em abril para menos de 7 milhões de barris por dia, mantendo a produção bem abaixo de 10 milhões de barris diários, de acordo com uma autoridade saudita. O país busca drenar um excesso de oferta e sustentar os preços da commodity.

Ao mesmo tempo, foram reportados dados dos EUA que apontaram para uma atividade de perfuração mais tímida, ainda que significativa, no país. Porém, sobre isso, mesmo com a desaceleração, a expectativa é de que em breve a produção de petróleo no país cresça e atinja os 13 milhões de barris por dia. Ou seja, apesar da alta do petróleo por esses fatores, a cotação da commodity é observada de perto por especialistas do setor. 

ii) Venda de ativos

Desde a última sexta-feira, diversos anúncios foram feitos mostrando o avanço da companhia na venda de ativos.

A estatal assinou com a empresa BW Offshore (BWO) contrato para a cessão da sua participação total no campo de Maromba. 

O valor da transação é de US$ 90 milhões, a ser pago em três parcelas: US$ 20 milhões na data de fechamento da operação; US$ 20 milhões em até 15 dias úteis após o início das atividades de perfuração de poços para o desenvolvimento do campo; e US$ 50 milhões em até três meses após o primeiro óleo ou três anos após o início das atividades de perfuração de poços para o desenvolvimento do campo, o que ocorrer primeiro.

Confira como comprar ações da Petrobras passo a passo 

A companhia ainda finalizou a venda da totalidade das distribuidoras de combustíveis no Paraguai para o Grupo Copetrol, com o recebimento de US$ 331,5 milhões. O valor soma-se a US$ 49,3 milhões já pagos na data de assinatura do contrato, resultando em entrada de caixa total com o negócio de US$ 380,8 milhões. 

Mas os próximos passos também são observados de perto pelo mercado. Segundo fala do recém-nomeado presidente da estatal, Roberto Castello Branco, para a Bloomberg, a estatal pode concluir a venda de sua rede gigante de gasodutos no Brasil ainda neste mês, no que poderia ser a maior venda ativos da empresa. 

A empresa espera receber as ofertas finais por 90% da rede de 4.500 quilômetros, conhecida como TAG, de até três grupos, disse Castello Branco. “Quero acabar o trimestre com essa notícia. Mas isso não depende só da gente”, disse ele em Houston, onde participa da conferência CERAWeek by IHS Markit esta semana. 

A Petrobras também espera anunciar nos próximos 30 dias uma decisão sobre a possível venda de sua participação multibilionária na Braskem. Além disso, Castello Branco disse que a Petrobras está avaliando a venda de ações de seu negócio de postos de gasolina e pode vender algumas refinarias de petróleo no país como parte do esforço da empresa  para vender cerca de US$ 27 bilhões em ativos para ajudar a reduzir sua dívida. 

iii) Plano de Resiliência

Bastante relacionado ao segundo ponto, está o Plano de Resiliência da companhia anunciado também na noite de sexta. 

O novo plano foi estruturado em três alavancas de geração de valor. A primeira delas é a ampliação do programa de desinvestimentos, a segunda é a a redução dos gastos operacionais gerenciáveis em US$ 8,1 bilhões (ante os US$ 6,6 bilhões programados) e a terceira é a liberação do excesso de capital que consta nas disponibilidade de caixa, realocando para usos mais produtivos.

O anúncio não gerou tanta surpresa no mercado, uma vez que foi bem em linha com as falas já proferidas pelo CEO durante reuniões com o mercado, em que ele apontou o foco em maior eficiência, melhor alocação de capital e recuperação do grau de investimento. 

Porém, de qualquer forma, o anúncio foi bem visto pelos analistas de mercado. "Vemos as eficiências adicionais como positivas, contribuindo para o risco-retorno das ações da Petrobras, embora grande parte das medidas anunciadas já tenha sido antecipada pela imprensa", destacam os analistas da XP Research. 

Conforme ressalta o Itaú BBA, o desinvestimento em ativos não essenciais contribuirá para melhorar a alocação de capital e permitirá que a Petrobras reduza o endividamento e o custo de capital. 

Em meio a esse cenário, os analistas do Credit Suisse mostram otimismo com a Petrobras, destacando que a manutenção da "linha mestra" da companhia no plano de 5 anos, com foco em desalavancagem e nos segmentos de exploração e produção é o caminho mais indicado para a empresa. Assim, em meio aos novos avanços da companhia, os papéis sobem forte na bolsa nesta sessão. 

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

(Com Agência Estado e Bloomberg)

 

Contato