Em petrobras

Ministério da Economia diz que não irá pagar US$ 14 bi à Petrobras por cessão onerosa

Em nota divulgada pela Reuters, o ministério explicou que o montante estava em um documento que foi apresentado pelo antigo governo

Petrobras - Plataforma P-56
(Agência Petrobras)

SÃO PAULO - Diferente do que circulou no mercado na tarde desta segunda-feira (7), o Ministério da Economia negou que o governo pagará US$ 14 bilhões à Petrobras sobre a revisão do contrato de cessão onerosa. As informações são da agência de notícias Reuters.

No meio desta tarde, o serviço em tempo real do jornal Valor Econômico afirmou que a União iria pagar esta quantia à estatal, o que significa cerca de R$ 4 por ação pela taxa de câmbio atual. Os valores, porém, não foram confirmados.

Em nota divulgada pela Reuters, o ministério explicou que o montante estava em um documento que foi apresentado pelo antigo governo e que era uma das simulações feitas sobe o caso.

"A proposta ainda está em debate e, quando finalizada, será devidamente divulgada pelos canais adequados”, disse a pasta.

Já segundo o jornal O Estado de S. Paulo, diversos valores já foram apresentados pelo governo anterior e outras direções da empresa.

Existem cenários em que a Petrobras receberia US$ 4 bilhões, US$ 10 bilhões ou US$ 14 bilhões, sendo que existem ainda análises em que a estatal teria de pagar ou ficaria no zero a zero.

 

 

Contato