Em petrobras

Petrobras lucra R$ 10,07 bilhões no 2º tri de 2018, alta de 3.087% e acima do esperado pelo mercado

A expectativa de lucro líquido, segundo analistas consultados pela Bloomberg, é de R$ 6,92 bilhões

Petrobras 07 - Navio
(Divulgação Petrobras)

SÃO PAULO - A Petrobras (PETR3;PETR4) registrou um lucro líquido de R$ 10,07 bilhões no segundo trimestre de 2018, ante expectativa, de acordo com média de analistas consultados pela Bloomberg, de R$ 6,92 bilhões. A alta foi de 3.086,7% na comparação com o mesmo período do ano passado, de R$ 316 milhões.  Já na comparação com o primeiro trimestre de 2018, o resultado foi uma alta de 45%, uma vez que o lucro registrado nos primeiros três meses deste ano foi de R$ 6,961 bilhões

Já o lucro líquido do primeiro semestre de 2018 foi 3,6 vezes o do mesmo período do ano anterior, atingindo R$ 17 bilhões. "Este resultado foi possível devido às maiores margens de exportação de óleo, principalmente por conta do aumento no Brent, e de venda de derivados no Brasil, que mais que compensaram a queda no volume de vendas de derivados (principalmente gasolina e nafta) e na exportação de petróleo", informou a empresa. 

O aumento das despesas operacionais, devido ao resultado negativo com o hedge de óleo, aos ajustes de preço relacionados ao closing da alienação do campo de Roncador e à variação cambial sobre o saldo da provisão Class Action, foi compensado pela melhora do resultado financeiro, reflexo do ganho com a renegociação de dívidas do Sistema Eletrobras e da redução das despesas com financiamentos, informou a empresa, que também ressaltou a manutenção das despesas administrativas e de vendas.

O Ebitda ajustado ficou em R$ 30,07 bilhões, alta de 57,5% na comparação com os R$ 19,094 bilhões registrados no mesmo período do ano passado e praticamente em linha com os R$ 30,03 bilhões projetados pelo mercado, enquanto a margem Ebitda (Ebitda/receita líquida) ajustada foi de 36%, alta de cerca de 8 pontos percentuais. 

A receita da estatal foi de R$ 84,4 bilhões no trimestre, 26% superior ante os R$ 66,9 bilhões registrados no mesmo intervalo de 2017. O lucro operacional teve alta de 9%, para R$ 16,9 bilhões. A produção de petróleo e gás foi de 2,659 milhões de barris de óleo equivalente ao dia.

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 2,64 bilhões no período, em meio a receitas financeiras da ordem de R$ 4,6 bilhões e despesas de R$ 5,3 bilhões, somadas ao efeito negativo de câmbio da ordem de R$ 1,9 bilhão. No segundo trimestre de 2017, o resultado financeiro foi negativo em R$ 8,84 bilhões.

A companhia viu ainda o seu investimento total recuar 1,2%, a R$ 11,31 bilhões, com os recursos aplicados em áreas de negócios somando R$ 9,2 bilhões, 10% abaixo na comparação com o ano anterior. 

O Fluxo de Caixa Livre atingiu R$ 16,373 bilhões, refletindo o aumento da geração operacional de caixa em função das maiores margens de exportação de petróleo e nas vendas de derivados no Brasil, aliado à menor realização dos investimentos no período.

Quer investir em ações da Petrobras pagando apenas R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear.

 

Contato