Em petrobras

Opções 'desacreditadas' de Petrobras disparam até 200% com petróleo e antes do balanço do 1° tri

Analista técnico da Clear Corretora explica que proximidade do vencimento também contribui para essas variações mais fortes das opções nesta sessão; o exercício dos contratos de maio ocorre na próxima segunda-feira (15) na B3

Petrobras - Bloomberg
(Bloomberg)

SÃO PAULO - Opções de compra da Petrobras (PETR3; PETR4) que pareciam "desacreditadas" na bolsa disparam até 200% nesta quarta-feira (10), em meio à forte alta dos preços do petróleo e antes da divulgação do balanço do 1° trimestre, previsto para ser revelado amanhã após o fechamento do pregão. A proximidade do vencimento de opções sobre ações na bolsa também contribui para essa arrancada hoje. 

Enquanto as ações da Petrobras subiam mais de 4% nesta tarde, as opções de compra PETRE16 disparavam 200%, a R$ 0,03. Até ontem, esses contratos PETRE16 eram negociados a R$ 0,01, com o mercado apostando praticamente todas as fichas de que as ações da estatal não ultrapassariam os R$ 16,00 até o vencimento das opções sobre ações na B3 na próxima segunda-feira (15). Isso porque esses contratos têm "strike" em R$ 16,00 - ou seja, os contratos só teriam exercício se as ações fossem negociadas acima desse valor até o vencimento. Em meio à euforia do mercado hoje, os papéis PNs da estatal eram cotados a R$ 14,72.

O analista Fernando Góes, da Clear Corretora, explica que essa arrancada antes do exercício é normal no mercado de opções. "Uma das coisas que precifica as opções é o tempo que falta até o exercício. Então quando vai chegando perto do vencimento, essas opções ficam mais baratas e mais sensíveis ao movimento da ação, tornando-se muito mais comum vermos variações de 100%, 200% ou mais quando estamos perto do exercício do que no início. Mas também não podemos desprezar o fato de que a ação da Petrobras está subindo 4% e contribui para esse movimento", comentou. 

Quer aprender mais sobre o mercado de opções? Clique aqui e inscreva-se gratuitamente para uma aula ao vivo com Fernando Góes na próxima quinta-feira, dia 11/05.

Outros contratos da estatal também chamavam atenção hoje: PETRE15, PETRE44 e PETRE45, que disparavam 183,33%, 166,67% e 100%, respectivamente, cotados a R$ 0,17, R$ 0,40 e R$ 0,60.

Petrobras + expectativa por balanço
Vale menção que esse movimento veio sustentado pela forte alta dos preços do petróleo no mercado internacional. Lá fora, os contratos WTI fecharam em alta de 3,2%, a US$ 47,33 o barril, após surpresa com os estoques de petróleo nos Estados Unidos. 

Os investidores também seguem na expectativa pelo balanço do 1° trimestre. O Itaú BBA espera por um outro resultado positivo da estatal, com maiores reduções de custos. O banco projeta um Ebtida (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 23,9 bilhões para a estatal nos primeiros três meses do ano, excluindo ganhos vindos de vendas de ativos. Os analistas acreditam também que siga em seu processo de desalavancagem devido à marcação a mercado da dívida denominada em dólar. 

Góes falou mais cedo com o InfoMoney sobre o movimento das opções nesta sessão. Confira abaixo:

 

 

 

Contato