Em petrobras

Petrobras anuncia que venderá US$ 13,7 bilhões de ativos até 2016

De acordo com a estatal, o valor total do plano será dividido entre as áreas de exploração e produção no Brasil e no exterior, abastecimento e gás e energia

Petrobras
(André Valentim / Banco de Imagens Petrobras)

SÃO PAULO - A Petrobras (PETR3; PETR4) informou nesta segunda-feira (2), após o fechamento dos mercados, que sua diretoria executiva aprovou em reunião do dia 26 de fevereiro o plano de desinvestimento da companhia para 2015 e 2016. Segundo fato relevante, a companhia pretende se livrar de US$ 13,7 bilhões em ativos até o ano que vem.

De acordo com a estatal, o valor total do plano será dividido em três: 30% serão referentes às áreas de exploração e produção no Brasil e no exterior, outros 30% representando a área de abastecimento e o restante, equivalente a 40%, à área de gás e energia. 

A petroleira ainda informa que o plano "faz parte do planejamento financeiro da companhia, que visa à redução da alavancagem, preservação do caixa e concentração nos investimentos prioritários, notadamente de produção de óleo e gás no Brasil em áreas de elevada produtividade e retorno".

A Petrobras ressalta que os US$ 13,7 bilhões previstos no plano representam a melhor expectativa da companhia quanto ao desinvestimento, e que uma vez que a estatal ainda está exposta a diversas variáveis do mercado como as cotações do petróleo e o crescimento econômico brasileiro e mundial, o montante da meta ainda poderá ser modificado, adequando-se às demandas da empresa. Cada operação de alienação ainda será submetida à avaliação e aprovação da diretoria e do conselho de administração da empresa.

A estatal ainda informou ao mercado que em reunião do dia 27 de fevereiro, seu conselho de administração aprovou a contratação da PricewaterhouseCoopers Auditores Independentes (PwC) para a prestação de serviços de auditoria contábil nos exercícios sociais deste ano e 2016.

 

Contato