Em pdgrealty

Em semana de correção, construtoras lideram ganhos do Ibovespa

Ações da PDG Realty ficam com a 1ª posição do índice, seguidas pelos papéis de Brookfield e Rossi Residencial

SÃO PAULO – As construtoras dominaram a ponta positiva da carteira teórica do Ibovespa na semana, com três empresas do setor entre as cinco que mais tiveram valorização dentro do benchmark da bolsa brasileira entre os dias 21 e 25 de maio. No período, o índice registrou leve queda de 0,09%.

Após um mês de fortes desvalorização das imobiliárias, as ações do setor tiveram um repique de alta nesta semana, mitigando parte das perdas acumuladas desde o início de maio. Os papéis da PDG Realty (PDGR3) ficaram com o primeiro posto do Ibovespa, com alta de 13,56% e cotados a R$ 3,60. O ativo PDGR3 havia registrado a maior queda na semana anterior, chegando a recuar mais de 30%

Na sequência, vieram os ativos de Brookfield (BISA3, +10,96%, R$ 4,05), Rossi Residencial (RSID3, +7,42%, R$ 5,79), Bradesco (BBDC4, +5,95%, R$ 28,66) e JBS-Friboi (JBSS3, +4,94%, R$ 6,16)

Performances negativas no mês e no ano
Em maio, a performance das ações das companhias de construção seguem a trajetória negativa apontada no acumulado de 2012. No mês em questão, o destaque negativo do setor fica por conta da Rossi Residencial, que registra o maior recuo entre as imobiliárias com baixa de 27,63%, a segunda maior queda do Ibovespa. Já de janeiro até a presente data, é a PDG Realty que segura a lanterna do índice, com queda de 37,18%.

Vale mencionar que as ações de companhias do setor imobiliário normalmente apresentam um comportamento volátil e muitas vezes acompanham o desempenho do Ibovespa, entretanto, com baixas ou altas mais expressivas em relação ao índice.

 

Contato