Seguro de vida

OFERECIDO POR
Conteúdo Patrocinado

Como conquistar um planejamento financeiro familiar equilibrado?

A ideia central do planejamento financeiro familiar é compreender a situação econômica vivenciada e projetar medidas a serem adotadas para alcançar algum objetivo

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

A elaboração de um planejamento financeiro familiar assegura o detalhamento do cenário econômico do lar, permite prever instabilidades e definir ações de preservação do patrimônio.

A constituição do documento, além disso, garante maior controle sobre as receitas e despesas mensais. Isso, sem dúvida, é essencial para atribuir sustentabilidade e independência financeira à unidade familiar.

Planejamento financeiro familiar ajuda a alcançar objetivos

A ideia central do planejamento familiar é compreender a situação econômica vivenciada e projetar medidas a serem adotadas para alcançar determinado objetivo financeiro. Para isso, os integrantes podem estabelecer metas de curto e longo prazo e, a partir delas, criar etapas a serem seguidas por determinado período.

PUBLICIDADE

Ao elaborar esse plano, portanto, é indispensável fazer diagnósticos sobre todas as receitas e despesas da casa, avaliando os gastos fixos e variáveis e as previsões orçamentárias da família.

Posteriormente, a partir das informações levantadas, será possível repensar a destinação de recursos para reorganizar a vida econômica. Como resultado desse movimento para a ordenação das finanças, a família poderá alcançar maior estabilidade, quitar dívidas e realizar seus projetos pessoais.

Saúde financeira também melhora com bom planejamento

O processo para a elaboração do planejamento financeiro familiar exige, como citado anteriormente, uma análise sobre a realidade financeira do lar e a definição exata de objetivos econômicos e projetos a serem realizados.

É por essa razão que o documento constitui uma ferramenta importante para ajudar a família a racionar o uso dos recursos pelos seus integrantes. Por meio dela, os familiares poderão reunir esforços para pensar em ações para a retomada da sustentabilidade do lar.

A partir do planejamento, ainda, a unidade familiar poderá alcançar maior liberdade e autonomia financeira a longo prazo, podendo realizar sonhos, como adquirir a casa própria, viajar e investir na carreira profissional.

Passo a passo para conquistar um planejamento financeiro familiar equilibrado

 Para elaborar um planejamento financeiro equilibrado e usufruir de todos os benefícios que ele atribui à unidade familiar, basta seguir algumas dicas. Veja a seguir.

Liste todos os gastos da família

 O primeiro passo para constituir um plano equilibrado é listar todos os gastos da família. Para que esse levantamento seja eficaz, é indispensável considerar os custos de todos os integrantes e, também, os investimentos operados.

A partir dessa medida, será possível verificar quais são as maiores fontes de escoamento de recursos da casa e se elas são, de fato, necessárias. Dessa maneira, gastos supérfluos poderão ser cortados do orçamento mensal.

Sem dúvidas, essa etapa é fundamental para, logo de início, observar quais adaptações devem ser feitas pelos membros da família.

Determine objetivos em conjunto

Posteriormente, será preciso determinar objetivos comuns aos integrantes da família e estabelecer um prazo para que sejam concretizados.

Essa definição é valiosa para o direcionamento de ações coerentes com os propósitos dos integrantes. Afinal, a programação tem que seguir um norte certo — que pode ser adaptado com o tempo conforme as vontades dos familiares.

Se um dos objetivos é, por exemplo, que as crianças se formem na faculdade, não é adequado para o planejamento cortar gastos com educação, visto que isso que contribui para a realização do sonho em questão. Nessa hipótese, vale conferir outras fontes de escoamento de recursos materiais que consomem o orçamento do lar.

Inclua as crianças no planejamento

Outro ponto relevante para a elaboração de um planejamento equilibrado é a inclusão dos filhos em seu processo de criação. Isso porque a reorganização financeira envolverá todos os integrantes familiares e, eventualmente, implicará em restrições em relação aos gastos das crianças e adolescentes.

Por essa razão, é preciso ouvi-los, de modo a demonstrar sua importância no processo de cumprimento das metas estabelecidas e para determinar contrapartidas aos cortes orçamentários impostos.

PUBLICIDADE

Os benefícios dessa atitude serão inúmeros. Entre eles, é possível citar o aumento da cumplicidade entre os membros e o fortalecimento do espírito colaborativo para o alcance de projetos comuns.

Crie reservas de emergência e de longo prazo

Um dos elementos indispensáveis para um planejamento financeiro equilibrado é a previsão de reservas de emergência. O ideal é que, a partir da análise dos gastos e do corte de custos, a família consiga economizar dinheiro e destinar uma parcela de seu orçamento mensal para a constituição desses fundos.

Dessa maneira, além de reordenar a economia da casa, será possível se prevenir de imprevistos futuros que ocasionam prejuízos à saúde financeira.

Determine os melhores investimentos 

Para alcançar a independência financeira e ter maior qualidade de vida em família, é de extrema importância investir os valores poupados.

O capital estagnado, ao longo dos anos, pode ocasionar prejuízos ou representar perdas significativas de oportunidades de mercado. Por essa razão, deve-se verificar possibilidades de atualização dos valores e de rendimento dos recursos.

Portanto, para conseguir que o valor retorne de maneira satisfatória, estude quais são os melhores tipos de investimentos, de acordo com o seu perfil, e defina as formas mais adequadas para aplicar o patrimônio acumulado. Assim, estará compondo uma reserva robusta em aplicações que podem vir a agregar à renda da família posteriormente.

Para além das alternativas convencionais, considere também soluções em seguro de vida. Elas oferecem proteção financeira à unidade familiar em casos de morte, doenças graves ou acidentes do segurado. Sem dúvidas, essa garantia propicia tranquilidade para a manutenção do padrão de vida frente a imprevistos.

A elaboração de um planejamento financeiro familiar permite avaliar a realidade econômica da casa com maior profundidade, perceber falhas na administração dos recursos e criar estratégias para proteger o patrimônio de eventos imprevistos.

PUBLICIDADE

Dessa forma, é possível reordenar a destinação das receitas e estabelecer metas para alcançar a saúde financeira do lar e realizar projetos e sonhos comuns.

Simule uma proteção financeira para você e sua família.