Notícias Corporativas

OFERECIDO POR

Como uma startup de Uberlândia reduziu pela metade seu tempo de conversão em vendas

A pioneira no segmento de softwares de gestão para óticas, Ipê Digital, viu seu negócio alavancar graças à estruturação clara do processo de vendas com uma ferramenta de CRM

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Ao notar problemas em comum nas operações de três clientes do ramo ótico, os empresários Rafael Barros Nunes e Roberto Viana enxergaram uma boa oportunidade: oferecer a esse tipo de negócio, que possui necessidades específicas, um sistema que pudesse tornar o dia a dia muito mais simples e organizado. Foi quando nasceu a Ipê Digital.  

De acordo com o SEBRAE, em um cenário no qual pelo menos 25% das startups morrem em um tempo menor ou igual a um ano, a Ipê Digital pode se considerar uma veterana de sucesso, com 7 anos de atuação no mercado e dezenas clientes ao redor do país, graças à inquietude de seus donos, que conseguiram enxergar as dificuldades e criar estratégias para ultrapassá-las. 

Com sede em Uberlândia, no interior de Minas Gerais, a startup criou um software inicialmente instalável em desktop que mais tarde migraria para uma versão online mais moderna e simples de ser utilizada. 

PUBLICIDADE

Uma dos maiores problemas da Ipê Digital era organizar, de forma prática e simples, o pipeline de vendas da sua equipe de vendedores. Os sócios sabiam que precisavam ter uma visão clara dos negócios e como eles estavam evoluindo para garantir a saudabilidade financeira da empresa. 

Com isso em mente, dois anos após iniciar as atividades, a Ipê decidiu contratar a Pipedrive, software de gestão de vendas que considerou a mais simples de ser configurada e utilizada por toda equipe, além de permitir um rápido processo de expansão para a empresa. A plataforma também possui uma possibilidade de integração via API, o que, mais tarde, abriu as portas para que a Ipê dedicasse seus esforços em funcionalidades específicas para suas demandas. 

“O primeiro problema que existia era que cada vendedor tinha sua própria forma de gerir suas vendas”, explica Roberto Viana, Sócio e Diretor de Operações. “Com a Pipedrive definimos um processo único para todos, com objetivos claros em cada etapa, identificando quais validações eram necessárias antes de avançar para próxima etapa. Só nesta primeira ação melhoramos os resultados significativamente aumentando a taxa de conversão e consequentemente o número de vendas”, conta. 

Posteriormente, analisando as etapas que menos avançaram durante um período específico e os principais motivos de perda, a Ipê conseguiu melhorar ainda mais resultados focando no que era essencial para o processo funcionar. A empresa começou a acompanhar as atividades e os estágios dos negócios e diminuiu o tempo de conversão pela metade. 

“O API, além de outras funcionalidades, foi um fator decisivo para escolhermos a Pipedrive. Graças a isso pudemos implementar automações que, se não fossem possíveis de serem feitas, nossa atividade se restringiria a ficar exportando dados, gerando relatórios e demorando muito nas tomadas de decisão”, afirma Viana.

“Automatizamos os processos repetitivos, que acabavam tomando bastante tempo dos vendedores. Quando se pode economizar minutos em cada negócio, ganha-se tempo para prospectar e fechar ainda mais acordos. Além disso, podemos fazer ações em conjunto com o marketing de forma automática para reengajamento de clientes perdidos”, completa. 

PUBLICIDADE

Depois de implementar o CRM no dia a dia de seus negócios, a empresa notou melhorias em diversas fases da operação, como ganho de produtividade, mais objetividade para corrigir erros, rapidez para selecionar os melhores leads – podendo avaliar e prever no meio do mês quem baterá meta e quem precisa prospectar mais – além de uma melhor integração entre  departamentos e iniciativas de marketing, relatórios automatizados e maior previsibilidade no processo de vendas. 

“Antes da contratação da Pipedrive, cada vendedor gerenciava em média 20 a 30 negócios simultâneos. Atualmente, esses mesmos profissionais gerenciam em média 40 negócios e nossa equipe pôde aumentar de 3 para 11 vendedores”, adiciona. 

“Se pudéssemos dar dicas para empresas que estão começando, diria para investir tempo e recurso em construir seus processos de forma estruturada. É essencial escolher um CRM, como a Pipedrive, que gere informações e métricas úteis. Também é muito importante automatizar as ações mais operacionais, seja via API ou contratando pacotes que já possuam essas funcionalidades, para ganhar em produtividade”, finaliza Roberto.  

Website: https://www.pipedrive.com/pt