E-Commerce B2B

Oferecido por
logo-americanas_empresas
Conteúdo Patrocinado

Agilidade do 5G oferece ‘antídoto’ para complexidade nas áreas de compras

Como a nova tecnologia pode ser mais uma opção para as empresas se tornarem mais dinâmicas, rápidas e competitivas

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

A agilidade é o melhor antídoto para a complexidade crescente que os diretores de compras vêm enfrentando. Ela permite às empresas não apenas ganhar vantagem da dinâmica de um conjunto de oportunidades apresentadas em um mundo em constante mudança, mas também serem mais rápidas e melhores que a concorrência.

A conclusão acima consta no relatório “Agilidade: Antídoto para a complexidade”, direcionado a diretores de compras, produzido pela consultoria Deloitte.

Nesse cenário, o documento lista uma série de recomendações para tornar a área de compras das empresas mais ágil. Entre elas, estabelecer uma estratégia de digitalização holística, com a construção de casos de internet das coisas (IoT), 5G, blockchain e fluxos de trabalhos colaborativos ativados por inteligência artificial e machine learning.

Para especialistas da Americanas Empresas, e-commerce e plataforma para compras corporativas com mais de 30 milhões de produtos à venda, o 5G, especificamente, abre diversas possibilidades que hoje são embrionárias, para se tornarem reais.

Integrações cada vez mais concretas com a internet das coisas (IoT) poderão possibilitar às empresas fazerem planejamentos e criarem rotinas para que seus controles internos de suprimentos sejam cada vez mais automatizados.

Já controles de gôndolas ou de estoque podem ser cada vez mais inteligentes, através de alertas ou compras feitas de forma automática, integrando cada vez mais o físico e o digital.

A Americanas Empresas, por exemplo, sempre preza por utilizar as tendências de mercado e acompanhar o ritmo de desenvolvimento das tecnologias. Por se tratar de uma gama de tecnologias muito nova, é preciso estar atento a todas as possibilidades que podem ser trazidas para o negócio do B2B.

Uma lista de benefícios

Celso Kassab, sócio-líder de soluções para supply chain da Deloitte, comenta que o 5G pode beneficiar a área de sourcing & procurement de diversas formas. Entre elas:

  • Acelerar o processo de mapeamento do mercado fornecedor, com maior velocidade e confiabilidade;
  • Executar processos de análise competitiva e comercial de forma mais integrada e com respostas mais rápidas;
  • Executar processos em nuvem com maior resposta e capacidade de processamento de informações;
  • Executar compras por meio de realidade aumentada, ou seja, poder navegar nos “catálogos” dos fornecedores de maneira mais realista, por exemplo na compra de peças para equipamentos;
  • Monitoramento em tempo real do atendimento, estoques, nível de serviço, disponibilidade, ruptura dos estoques, etc;
  • Desenvolvimento de fornecedores, de produtos, de serviços e aprimoramento de experiência de maneira integrada com P&D, engenharia, e os próprios fornecedores em qualquer lugar do mundo;
  • Habilitar e acelerar a utilização de blockchain para certificar, controlar e gerenciar contratos;
  • Habilitar a consolidação e geração de cenários em tempo real dos gastos de compras da organização e executando benchmarking diretamente com base de dados em nuvem;
  • Habilitar os gestores para que possam fazer aprovações, rodar cenários/simulações, executar controles, de maneira rápida, eficiência e segura em de qualquer lugar e de qualquer equipamento.

“Em resumo, irá melhorar a colaboração dentro da empresa e principalmente com a rede global de fornecedores”, diz Kassab.

Para o consultor, a adoção da nova tecnologia 5G, que será habilitadora de sistemas, como e-procurement, e-action, supplier relationship management etc., traz a necessidade de se revisar a estratégia da área, seus processos e quais tecnologias seriam habilitadoras para executar a nova tática.

“A partir dessas respostas, será preciso entender quais as competências necessárias, identificar gaps de conhecimento e avaliar o time atual em relação ao time futuro.”

Enquanto o 5G não chega, de fato, plataformas como a Americanas Empresas são o primeiro passo para a digitalização do processo de compras, levando facilidade, agilidade e customização para o cliente.