Pesquisa mostra que gasto feminino com beleza passa de 54% do salário, enquanto dos homens não atinge 1%

Mesmo recebendo 30% a menos que eles, o custo de vida das mulheres é quatro vezes maior, revela site MeuPatrocinio.com, que defende estilo de vida onde os homens devem arcar com todas despesas do casal

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Publicidade

O fato de as mulheres ainda receberem salários menores que os dos homens não é novidade – o estudo mais recente do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) indica que a diferença chega a ser 30% a menos referente ao mesmo cargo. Mais alarmante ainda é o relatório realizado pela OIT (Organização Internacional do Trabalho), que afirma que a paridade entre os valores vai demorar pelo menos 70 anos para ser alcançada.

Pensando nisso, o site de relacionamentos MeuPatrocinio.com fez uma pesquisa com 2.591 mil usuários (dentre suas 28 mil mulheres e 8 mil homens cadastrados no serviço) para descobrir quanto elas gastam com beleza e cuidados com o corpo todo mês. Enquanto os homens investem menos de R$ 350 mensais (o equivalente a 0,7% da média de salário dos entrevistados), a maioria das mulheres desembolsa, em media, R$ 1480 (equivalente a 54% dos salários).

Necessidades iguais, salários menores, gastos maiores

Continua depois da publicidade

O Departamento de Assuntos de Consumo dos Estados Unidos, inclusive, fez um levantamento no início deste ano que comprova a situação: em uma comparação de 800 produtos de igual efeito, mas com versões masculinas e femininas, os itens voltados às mulheres custam de 4% a 13% a mais.

É nesse sentido que o presidente interino Michel Temer levanta a questão da redução da idade mínima de aposentadoria para as mulheres. “A mulher, além de trabalhar fora, ainda faz o trabalho interno na sua casa, é mãe e às vezes cuida dos irmãos”, disse Temer em uma entrevista em que defendia certas diferenças que as mulheres merecem.

Em salões tradicionais, o corte de cabelo pode variar de R$ 200 a R$ 500, bem como outros tratamentos que giram em torno de R$ 500 a R$ 1.500. Um dos serviços mais requisitados e considerado mais importante, porém, é a depilação – em média, R$ 300 por mês. Outro dado interessante é que, entre as mulheres do site que participaram do estudo, 82% responderam que compram uma roupa nova para cada encontro que venham a ter. “Os homens estão cada vez mais exigentes, e roupa nova aumenta a autoestima e confiança de qualquer mulher.”, explicou uma das sugar babies cadastradas no site, Andrea Beltrão.

A pesquisa contou com 15 perguntas sobre cinco temas diferentes, incluindo situação profissional, hábitos de compra e tratamentos estéticos. A conclusão é de que, enquanto recebem menos que os homens, as mulheres gastam, pelo menos, quatro vezes mais por mês.

* A rede social MeuPatrocinio.com é a primeira e maior do país voltada a Sugar Babies (mulheres jovens e bonitas) e Sugar Daddies (homens ricos e mais maduros), um estilo de vida bastante comum nos Estados Unidos e alguns países da Europa. Um dos seus pilares é que os homens devem pagar pelos passeios, jantares, outras atividades de lazer e bem-estar e ainda uma ajuda de custo mensal pré-estabelecida, uma vez que o custo de vida das mulheres é mais alto.
Website: https://www.meupatrocinio.com

Tópicos relacionados