O empresário Igor Morais diz que em momentos de crise as franquias aparecem como uma boa saída

Igor Morais, CEO da franquia Kings Sneakers, explica porque nesse momento de crise as franquias aparecem como uma boa saída

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Publicidade

“Em outros momentos em que o Brasil atravessou turbulências econômicas, as franquias já demonstraram ser uma alternativa segura para quem quer investir os recursos do FGTS para criar uma nova fonte de renda para a família.

E agora elas cumprem novamente esse papel, sendo apontadas por diversos especialistas como o melhor investimento para aplicar o dinheiro da rescisão.

São vários motivos que levam as franquias a serem consideradas um investimento seguro mesmo em tempos de crise, algum deles são:

Continua depois da publicidade

1) Mercado em alta, apesar da crise.

– Na última década, o Franchising brasileiro tem registrado bons índices de crescimento. No primeiro trimestre de 2016, mesmo diante do enfraquecimento da economia, o mercado de franquias teve alta de 7,6% em relação ao mesmo período do ano passado, mostram os dados da ABF- Associação Brasileira de Franchising.

2) Compartilhamento do investimento em Marketing.

– Na crise, enquanto a maioria das empresas é forçada a reduzir os investimentos em Marketing e Propaganda, as franquias também saem em vantagem por contar com um Fundo de Publicidade bancado por todos os franqueados da rede.

– Ao somar uma pequena verba de cada franqueado, a empresa consegue ter recursos suficientes para continuar divulgando sua marca e seus produtos, aproveitando o espaço deixado pela concorrência.

3) Melhores negociações com fornecedores.

– A grande força das franquias é explicada pela sua atuação em rede. Ao negociar com fornecedores, a empresa franqueadora tem maior poder de barganha e por isso consegue preços menores e maior prazo para pagamento.

– Isso permite que seus franqueados comprem os produtos a preços mais competitivos e ofereçam crédito aos consumidores, o que ajuda a impulsionar as vendas em um momento em que o cliente está mais cauteloso.

3) Investimento em um negócio já testado e aprovado.

– Quem usar o dinheiro do FGTS para abrir uma franquia agora fará parte de uma empresa que já é conhecida pelo público e poderá usufruir dos benefícios de atuar em rede.

– Irá trabalhar com um modelo de negócio já testado e aprovado e contará com o apoio e os treinamentos oferecidos pelo franqueador para atingir os resultados esperados.”

Igor Morais
Website: http://www.lojakings.com.br

Tópicos relacionados