Escola de Negócios de Stanford elege Jonathan Levin como novo reitor

Ex-presidente do departamento de Economia da Universidade e especialista em organização industrial passa a ocupar o cargo a partir de 1º de setembro

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Publicidade

O economista Jonathan Levin, ex-presidente do departamento de Economia de Stanford e renomado especialista na área de organização industrial, será o novo reitor da Escola de Negócios de Stanford. O anúncio foi feito na última semana pelo presidente da Universidade, John Hennessy, e o seu reitor John Etchemendy.

O economista assume a função em primeiro de setembro e será o décimo a ocupar a cadeira da reitoria. Na mesma data, recebe também o título de professor Philip H. Knight. Levin irá suceder Garth Saloner, que deixa o cargo após sete anos.

“A Escola de Negócios de Stanford é dedicada a transformar vidas por meio da preparação de futuros líderes para mudar as organizações e o mundo. Será uma honra fazer parte de uma faculdade tão comprometida e dedicada, podendo apoiar a sua missão de aplicar simultaneamente o rigor acadêmico e a vivência no mundo real. Aprofundar nossa compreensão da gestão e trazer esse conhecimento para a sala de aula não poderia ser mais emocionante”, afirmou o novo reitor.

Continua depois da publicidade

“Jonathan é um excelente professor, um administrador competente e inovador e um estudante brilhante, que tem profundo conhecimento tanto do empreendimento acadêmico como do funcionamento da indústria e do governo”, explicou Etchemendy. “À parte disso, ele traz ainda uma visão para o futuro da gestão da educação apoiada em seu extenso conhecimento sobre a evolução das necessidades de uma comunidade de negócios global. Tenho toda a confiança de que ele vai dar continuidade a excelente trajetória da Escola de Negócios”, disse.

A afirmação do reitor da Universidade está no fato de Jonathan Levin ser conhecido por seu background na organização industrial. Sua linha de pesquisa se estende por diversos tópicos, incluindo design de mercado, economia das organizações e financiamento ao consumidor. Atualmente, estuda as plataformas de Internet, o sistema de saúde, e maneiras de incorporar novos conjuntos de dados em pesquisa econômica.

A co-presidente da comissão de pesquisa e professora Joan E. Horngren de contabilidade, Mary Barth, disse que a comissão ficou impressionada com a “compreensão profunda do que é necessário para manter e melhorar a alta qualidade de ensino e pesquisa na escola” que Levin possui. Para ela, “Jonathan traz não só estelares credenciais acadêmicas, mas uma nova perspectiva e habilidades de liderança que ajudarão a Escola de Negócios a manter a sua preeminência para os próximos anos”.

Jonathan Levin se juntou ao corpo docente de Stanford em 2000, como professor Holbrook Working de Teoria de Preços. Mais tarde, entre 2011 e 2014, atuou como presidente do departamento de Economia da Universidade e tornou-se professor, por cortesia, da Escola de Negócios. O profissional ainda é membro sênior do Instituto Stanford para Pesquisa de Política Econômica e diretor do Programa de Organização Industrial no escritório nacional para pesquisa econômica.

Levin é formado em matemática e em Inglês pela Universidade de Stanford. Possui mestrado em Economia pela Universidade de Oxford e doutorado em economia pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts. Recebeu a Medalha Clark John Bates, da American Economic Association, em 2011, como o economista abaixo dos 40 anos com a contribuição mais significativa para o pensamento e conhecimento econômico da atualidade.

O profissional ainda é membro da Academia Americana de Artes e Ciências, da Sociedade Econométrica e ex-membro de Guggenheim, entre muitas outras honrarias. Ganhou departamentos e prêmios em Stanford por seu ensino diferenciado e foi nomeado membro da American Economic Association e também do World Economic Forum Young Global Leader.

Sobre a Escola de Negócios de Stanford

Fundada em 1925, a Escola de Negócios de Stanford construiu uma reputação global com base em seus programas de gestão e liderança, incluindo o MBA, o Master of Science para líderes experientes (MSx), o doutorado e a certificação de cursos livres, como o de Educação Executiva e o Stanford Ignite, um programa de inovação e empreendedorismo oferecido em Stanford e em cinco países ao redor do mundo. Além disso, o Instituto Stanford para a Inovação nas Economias em Desenvolvimento (Stanford Seed) é uma iniciativa exclusiva liderada pela Escola de Negócios voltada para acabar com a pobreza global.

A GSB se baseia na energia do Vale do Silício, um dos centros econômicos mais dinâmicos do mundo, para trazer inovação para a sala de aula. Além disso, os estudantes ainda podem se beneficiar do acesso a dados de uma ampla gama de organizações em todo o mundo.

Entre 124 distintos professores efetivos da escola, três são laureados Nobel e 19 são membros da Academia Americana de Artes e Ciências.

Confira uma entrevista do novo reitor (em inglês):
http://www.gsb.stanford.edu/stanford-gsb-experience/news-history/meet-new-dean-stanford-gsb

Tópicos relacionados