Dicas para escolher um bom som para carros

Entre tantas ofertas, é preciso não perder de vista que a qualidade do equipamento de áudio pode fazer a diferença no estilo de seu carro. Também é importante avaliar a relação custo-benefício a partir da ótica de suas necessidades pessoais ou da família que utiliza o veículo: o sistema de som deve atender às necessidades e as intenções daqueles que o utilizam com frequência.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Publicidade

Entre os inumeráveis tipos de acessórios para carros, o som é sem dúvida um dos que mais recebe a atenção de seus proprietários. Para alguns motoristas e em alguns tipos de carros, o som, muitas vezes, é realmente o mais importante de todos. E o mercado de equipamentos de som para carros, alto-falantes e subwoofers centra fogo na oferta dia a dia de mais modelos, estilos, preços e marcas.

Entre tantas ofertas, é preciso não perder de vista que a qualidade do equipamento de áudio pode fazer a diferença no estilo de seu carro. Também é importante avaliar a relação custo-benefício a partir da ótica de suas necessidades pessoais ou da família que utiliza o veículo: o sistema de som deve atender às necessidades e as intenções daqueles que o utilizam com frequência.

Decida o que você espera do som para carros

Continua depois da publicidade

Talvez o mais fundamental na hora de projetar o som para carro é que você tenha muito claro para qual objetivo você deseja instalar um equipamento de som. Há proprietários que usam o som do carro apenas para ouvir uma boa música, no estilo relax, em um volume normal, e, portanto, um sistema de som clássico, com alto-falantes frontais para os sons médios e um tweeter para os mais agudos, por exemplo, pode ser o ideal, não necessitando itens e detalhes mais complexos do som para carros.

Por outro lado, se o objetivo é marcar presença e aproveitar o máximo da música, com potência e volume de som, neste caso, você deve investir um pouco mais. Não há como escapar de apostar em excelentes amplificadores e subwoofers, que serão prioritários para o caso.

A função do subwoofer é reproduzir frequências abaixo de 60 Hz, omnidirecional (capta o som de todas as direções), que não são perceptíveis ao ouvido humano, mas reforçam o sistema de som para carros fazendo com que ele atinja um impacto muito maior, além de maior profundidade de som. Variando de 20 Hz a 200 Hz, ele é utilizado para aumentar tanto o som grave como o agudo de uma caixa de som.

Investimento e sacrifícios para um som retumbante

Músicas como axé, reggae, hip hop e ou eletrônica, dentre outros gêneros, exigem baixos poderosos, que sejam sentidos como golpes e ouvidos a certa distância, o que significa grandes alto-falantes e subwoofers gigantes instalados no veículo.

Logo, se a decisão é apostar em volume e potência, não há muito que pensar: o investimento no som deve ser proporcional ao valor do veículo. E muito importante: a escolha dos componentes estéreos, amplificador e alto-falantes deve ser coerente e harmoniosa. Um erro comum daqueles que desejam um bom som em seu carro é deixar-se convencer pela instalação de poderoso aparelho de som ligado em falantes muito básicos ou vice-versa.

Você também terá que pensar em espaço. Grande som requer muito espaço no carro. Dependendo do modelo, pode significar abrir mão dos bancos traseiros do carro.

Acesse nosso site e confira os nossos serviços – http://nhsom.com.br/audio-profissional
Website: http://nhsom.com.br/audio-profissional

Tópicos relacionados