A economia colaborativa como forma para fugir da crise sem perder clientes e fechar as portas

Plataformas como o Deskify apresentam propostas para empresas e empreendedores driblarem a crise gerando economia e promovendo o networking.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Publicidade

Em momentos difíceis as pessoas acabam demonstrando uma habilidade incrível de formular diferentes maneiras para conseguir superar situações de crise.

No Brasil, empreendedores estão cada vez mais preocupados com o cenário econômico e político atual. Embora haja um clima de insegurança e pessimismo, todas essas circunstâncias estimularam o pensamento coletivo.

Exemplos disso, estão as novas referências de economia que permite compartilhar nossas coisas, serviços e produtos, como aluguéis de casas, caronas, vagas para estacionamento e também de espaços de trabalho, como coworkings e home offices.

Continua depois da publicidade

“Gradualmente, estamos criando consciência de que não podemos ficar fechados em nossas salas. Quando compartilhamos experiências, além de ganhar uma nova visão, nos sentimos inspirados a criar mais.”, conta Andre Ynouye, criador do Deskify, uma plataforma que também nasceu em meio à crise e tem como proposta beneficiar tanto quem quer compartilhar um local, quanto quem está procurando um espaço para trabalhar.

De um lado, o compartilhador pode anunciar gratuitamente o seu espaço, informando dados como funcionamento, modelos de espaços compartilhados, preços e quantidades. De outro, o empreendedor pode procurar por qualquer espaço disponível, por localização, preço e período. Ambos os grupos podem fazer os processos totalmente online, sem complicações ou burocracias.

Dividir o espaço de trabalho já está no panorama de muitas empresas, pois além de reduzir os custos no fim do mês, conta com o principal benefício: poder aproximar talentos e negócios. O coworking quer ultrapassar o networking e quer poder criar conexão entre elas.

Apesar de todas as dificuldades, empreendedores têm demonstrado cada vez mais interesse em utilizar soluções criativas para driblar a crise, como o coworking. No Brasil, somente neste ano houve um crescimento de 52% em novos espaços de coworking em relação à 2015. Para quem curte inovação em um ambiente colaborativo, vale a pena conferir o Deskify.

Website: http://www.deskify.com.br/

Tópicos relacionados