Em paodeacucar

Com alta de 12%, Pão de Açúcar lidera ganhos do Ibovespa na semana

Após proposta de fusão de ativos com Carrefour, papéis inverteram tendência negativa no ano e marcaram a maior alta de junho

SÃO PAULO - As ações do Pão de Açúcar (PCAR4) fecharam a última semana de junho como principal destaque positivo dentre os papéis que compõem o Ibovespa, acumulando alta de 12,17% e cotadas a R$ 72,99 nesta sexta-feira (1). Os ativos da companhia engataram uma forte valorização desde terça-feira (28), quando o Pão de Açúcar enviou uma proposta para a fusão de suas operações com as da varejista francesa Carrefour no Brasil.

As ações do Pão de Açúcar ainda acumularam a maior alta do Ibovespa em junho. No ano, os papéis reverteram o desempenho negativo e passam a marcar uma valorização de 5,52%. Além disso, as ações foram em boa parte responsáveis pelo desempenho do Ibovespa entre 27 de junho e 1 de julho, que obteve avanço de 3,90% no período.

Sinergias podem chegar a R$ 8,4 bilhões
A proposta da fusão de ativos entre o Carrefour e o Grupo Pão de Açúcar propõe uma joint-venture entre as partes, com 50% de participação de ambos. O grupo Gama - uma empresa detida por um fundo de investimentos gerido pelo BTG Pactual - receberia uma injeção de capital de € 2 bilhões por parte do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico) e do BTG Pactual, além de um financiamento da dívida de € 500 milhões. A FGV (Fundação Getulio Vargas) calcula que as sinergias do processo podem chegar até a R$ 8,4 bilhões. 

As ações ordinárias do Pão de Açúcar seriam avaliadas em R$ 66,00 após a conversão da totalidade das preferenciais em ordinárias, à razão de 0,95, já que se prevê um aumento de capital.

Abílio Diniz e Casino em dissenso
O Grupo Casino – acionista do Pão de Açúcar e uma das principais concorrentes do Carrefour na França – se manifestou contrariamente à operação. Os franceses possuem o direito de tornarem-se o único controlador da empresa em 2012, e reagiram ao anúncio classificando a operação como ilegal. O grupo francês também anunciou na última quinta-feira que ampliou sua participação no Pão de Açúcar para 43,1% do capital social. 

Diniz publicou uma carta no qual defende que "todas as manifestações do Casino através de seu controlados têm sido extremamente agressivas e distorcem completamente a realidade dos fatos". Analistas, por sua vez, chamam a atenção para as incertezas da operação, principalmente por conta das discussões entre os sócios.

Outros destaques de alta
Outros papéis que também se destacaram positivamente foram Marfrig (MRFG3, R$ 15,71, +10,42%),  Gerdau (GGBR4, R$ 16,69, +8,24%),  Usiminas (USIM3, R$ 23,14, +6,64%), Usiminas (USIM5, R$ 13,91, +7,58%) e JBS (JBSS3, R$ 5,45, +6,29%). 

 

Contato