Hotel Maxinvest despenca e Ifix fecha em queda de 0,12%; XPML11 quer levantar R$ 800 milhões

Oferta pode chegar a R$ 1 bilhão; carteira possui participações nos shoppings Cidade Jardim e Plaza Sul, em São Paulo

Ana Paula Ribeiro

Publicidade

O Ifix – índice dos fundos imobiliários mais negociados na Bolsa – encerrou o pregão desta quinta-feira com queda de 0,12%, aos 3.320 pontos, puxado pelo tombo das cotações do fundo Hotel Maxinvest (HTMX11).

As cotas do fundo de hotéis despencaram 19% na sessão, a R$ 154. Apesar do forte recuo, em 12 meses o ativo ainda acumula um ganho de 34,5%.
O fundo tem pouco mais de 30 mil investidores e investe prioritariamente em imóveis do setor hoteleiro. Entre os ativos da carteira estão Blue Tree Faria Lima e o Comfort Nova Paulista.

Ainda entre os destaques de queda está o XP Malls (XPML11). O fundo anunciou que vai fazer uma nova emissão de cotas e pretende levantar R$ 800 milhões. Caso haja demanda, haverá a colocação de um lote adicional, o que pode elevar o valor total para R$ 1 bilhão. O FII está na lista entre os 10 mais negociados nos últimos 12 meses até novembro, segundo dados da B3.

Oferta Exclusiva para Novos Clientes

CDB 150% do CDI

Invista no CDB 150% do CDI da XP e ganhe um presente exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Segundo fato relevante, serão emitidas 7,1 milhões de novas cotas – essa é a 10ª emissão do fundo.

Os atuais cotistas têm entre os dias 10 e 22 de janeiro para exercer o direito de preferência na B3 e até o dia 23 junto ao BTG, que é o responsável pela escrituração das cotas. A oferta é coordenada pela XP e é destinada apenas a investidores profissionais.

O preço unitário de cada cota é de R$ 111,91, com base no valor patrimonial das cotas em 30 de novembro de 2023. Nesta quarta-feira (3), as cotas fecharam ao preço de R$ 117, uma valorização de 22% em um ano.

Continua depois da publicidade

Ainda de acordo com o documento divulgado, será devido pelos investidores, adicionalmente ao preço de emissão das cotas, uma taxa equivalente a 0,93% do preço de emissão, ou R$ 1,04 por cota, sendo que esses recursos serão utilizados para os pagamentos das comissões relativas à oferta. Na prática, cada investidor irá desembolsar R$ 112,95 por cota.

Para os novos investidores, a aplicação mínima é de R$ 5.035,95 – sem contabilizar a taxa de emissão.

A carteira possui mais de 396 mil cotistas e possui participações em shoppings centers em diferentes estados. O valor de mercado do fundo está em torno de R$ 3,5 bilhões.

O fundo possui participações em centros de compras em diferentes localidades do país e expansões em aquisições recentes. Entre os shoppings da carteira estão o Catarina Fashion Outlet, em São Roque (SP), o Internacional Shopping, em Guarulhos (SP) e o Plaza Sul, Cidade Jardim e Cidade de São Paulo, na capital paulista.

Ifix hoje

Na sessão desta quinta-feira (4), o Ifix – índice dos fundos imobiliários mais negociados na Bolsa – fechou com pequena queda de 0,12%, aos 3.320 pontos.

Maiores altas desta quinta-feira (4):

TickerNomeSetorVariação (%)
HGBS11Hedge Brasil ShoppingShoppings2,62
JSRE11JS Real EstateHíbrido2,27
JSAF11JS Ativos FinanceirosMultiestratégia2,27
BTRA11BTG Pactual Terras AgrícolasAgro2,08
XPCI11XP Crédito ImobiliárioTítulos e Val. Mob.2,05



Maiores baixas desta quinta-feira (4):

TickerNomeSetorVariação (%)
HTMX11Hotel MaxinvestHotel-19,02
BROF11BRPR Corporate OfficesLajes corporativas-3,04
XPML11XP MallsShoppings-2,10
RCRB11Rio Bravo Renda CorporativaLajes corporativas-1,64
TRBL11Tellus Rio Bravo Renda LogísticaLogística-1,61




BROF11 conclui aquisição de 100% de cotas sêniores de fundo imobiliário

O BRPR Corporate (BROF11) divulgou fato relevante para informar que adquiriu 100% das cotas sêniores do BRPR E-Tower (BETW11), em uma operação que totaliza R$ 216 milhões. Ambas a carteiras têm a BRPR como gestora.

Para viabilizar a aquisição, o BROF11 emitiu CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários) pelo prazo de dez anos ao custo de 8,25% ao ano, mais a variação do IPCA.

As cotas adquiridas representam 86% do patrimônio líquido do BETW11.

“O fundo informa que receberá 100% dos rendimentos mensais do BETW111 ao longo do prazo de investimento, no qual, fará jus a rentabilidade alvo de IPCA + 9% a.a. considerando a rentabilidade total durante o período e o montante necessário para o resgate das cotas seniores.

BETW11 conclui transferência de ativos

O BRPR E-Tower (BETW11) concluiu a escritura que formaliza a transferência de imóveis por meio de um instrumento de integralização de imóveis. Todas as unidades adquiridas estão no Condomínio E-Tower, em São Paulo.

A transferência de propriedade diz respeitos a 13 conjuntos que totalizam uma área de 18.514,04 m². Onze dos 13 conjuntos estão locados, o que irá gerar um impacto por cota de R$ 0,473.

HGIC11 anuncia renúncia da taxa de performance

O HGI Créditos Imobiliários (HGIC11), da High Gestão, anunciou que vai renunciar à taxa de performance apurada no segundo semestre de 2023 como forma de compensar uma defasagem nas receitas da carteira. Essa renúncia é de aproximadamente R$ 195 mil, R$ 0,23 por cota.

O motivo dessa decisão está ligado ao atraso na assinatura da escritura de dação em pagamento do CRI Bella. Segundo fato relevante, esse atraso está ligado a procedimentos de terceiros, como cartório e o devedor dos papéis.

Newsletter

Liga de FIIs

Receba em primeira mão notícias exclusivas sobre fundos imobiliários

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Ana Paula Ribeiro

Jornalista colaboradora do InfoMoney