Foco filantrópico a partir de R$ 10 mil

VRB lança fundo de fundos com nomes de gestoras como Atmos, Velt, Oceana e Sharp na carteira

Principal missão do fundo será construir um “endowment das favelas”, com o objetivo de levar educação para pessoas em situações vulneráveis

Por  Beatriz Cutait

SÃO PAULO – Com foco filantrópico, a instituição VRB acaba de lançar o VRB FIC FIA, um fundo de fundos de ações que dará ao investidor acesso a produtos de algumas das melhores gestoras brasileiras, como Atmos, Velt, Oceana e Sharp.

Com investimento mínimo de R$ 10 mil e voltado a investidores qualificados (com ao menos R$ 1 milhão em aplicações financeiras), o fundo se propõe a superar o desempenho do Ibovespa ao longo do tempo, com a cobrança de uma taxa de administração de 1% e de 10% de performance, sobre o que exceder o Ibovespa. O conceito do novo produto segue o de reversão de taxas para o social, atuando como um FOF filantrópico.

O produto será oferecido a family offices e distribuído também para investidores pela XP. O veículo será gerido pela equipe da Tera Capital, o braço de family office do Patria Investimentos, que já é responsável pelo multimercado da VRB. A XP Advisory gere o produto previdenciário da instituição.

Serão fundos de oito gestoras no portfólio. A Atmos detém a maior participação, de cerca de 15%, com o fundo Tera ATM FIC FIA, seguida por Velt (com o fundo Velt III 90 FIC FIA), Oceana (Oceana Selection 30 FIC FIA), Truxt (Truxt I Valor) e Sharp (Sharp Equity Value Feeder FIC FIA), com aproximadamente 12,5% de peso cada.

Por fim, fundos da Moat (Moat Capital Advisory FIC FIA), Tork (Tork LO FDR I FIC FIA) e Constellation (Constellation Compounders FIA) terão participações individuais da ordem de 10% na carteira.

“Desde o início, foram gerados mais de R$ 10 milhões em dividendos filantrópicos. O comitê abriu mão das taxas depois dos custos”, explica Tiago Fernandes, CEO do VRB e um dos fundadores da iniciativa.

A ideia, diz, é que o investidor possa diversificar toda sua carteira com os FOFs da VRB. A principal missão do VRB FIC FIA será a construção do intitulado “endowment das favelas” da instituição, fundo patrimonial que terá o objetivo de levar educação de qualidade para futuras gerações de pessoas vivendo em situações vulneráveis.

A instituição apoia atualmente projetos de educação e inclusão que impactam as vidas de milhares de crianças e jovens nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Goiás e Pernambuco.

Hoje os FOFs de multimercado e previdência da VRB tem cerca de 2 mil investidores, com aproximadamente R$ 435 milhões e R$ 118 milhões sob gestão, respectivamente. Nesses dois produtos, os valores mínimos de aplicação correspondem a R$ 10 mil e R$ 5 mil.

O VRB Multimercado rende 65% desde o início, em julho de 2016, acima da variação de 37,5% do CDI no período. Lançado em dezembro de 2019, o VRB Advisory Prev XP Seg FIM CP rende 5,5% desde então, também acima da variação de 4,4% do CDI no intervalo.

Inspiração em Yale

O VRB foi criado em 2016 a partir do apoio de famílias brasileiras, do megainvestidor George Soros e de alguns dos maiores gestores de fortunas do mercado. O modelo de grandes endowments de faculdades americanas, como da Yale University, serviu como inspiração.

Os fundos da VRB são geridos por um comitê de investimento composto por alguns dos maiores family offices do país (Turim MFO, UBS Consenso, XP Advisory, Brazil Warrant e Tera Capital).

Com acesso a produtos reconhecidos do mercado e muitos deles atualmente fechados para captação, a iniciativa consegue direcionar as taxas de administração dos fundos, depois de custos, a projetos de educação no Brasil.

Invista nos melhores fundos com a ajuda da melhor assessoria: abra uma conta gratuita na XP!

Compartilhe