RADAR INFOMONEY AO VIVO Império X, de Eike Batista, volta ao radar, com OSX subindo até 67% com fim da RJ; mas as ações têm futuro?

Império X, de Eike Batista, volta ao radar, com OSX subindo até 67% com fim da RJ; mas as ações têm futuro?

só 3% mais TR

Veja quanto você ganharia se seu FGTS fosse aplicado em renda fixa, ou corrigido pela inflação

O FGTS é corrigido por uma taxa de 3% ao ano mais a TR (Taxa Referencial), mas a inflação tem sido bem maior do que isso

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A correção do saldo do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) pela inflação é uma solicitação antiga dos trabalhadores, que vem ganhando força nos últimos anos. Diversas ações tramitam na justiça com este pedido, mas, em fevereiro, uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu o julgamento de todas até a conclusão do julgamento do recurso pela Primeira Seção do STJ.

O argumento dos trabalhadores é que o dinheiro depositado no fundo, equivalente a 8% sobre o salário bruto (pagos pelo empregador), é ‘corroído’ ao longo do tempo por conta da alta dos preços. Isso porque o FGTS é corrigido por uma taxa de 3% ao ano mais a TR (Taxa Referencial), mas a inflação tem sido bem maior do que isso.

Um levantamento efetuado pelo economista Richard Rytenband, a pedido do InfoMoney, mostra que de janeiro de 2004 até janeiro de 2014 o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) acumulou alta de 72,08%. A inflação medida pelo IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado) foi ainda maior: 83,75% no período. Já o rendimento do FGTS nestes mesmos 10 anos ficou em 53,31%, o que indica retorno real negativo de 10,90% em relação ao IPCA e de 16,56% em relação ao IGP-M.

Aprenda a investir na bolsa

“A rentabilidade do FGTS foi inferior a ambos índices de inflação, ou seja, a rentabilidade real foi negativa, causando perda de poder aquisitivo. Cada R$ 1,00 no FGTS em janeiro de 2004, 10 anos depois compraria menos coisas em janeiro de 2014”, afirma Rytenband.

Para se ter ideia da diferença, o rendimento do CDI (Certificado de Depósito Bancário), que baliza o retorno da maioria dos títulos de renda fixa, foi de 217,63% nos mesmos 10 anos. Se o saldo do fundo fosse aplicado em um título com retorno de 100% do CDI, já descontando o Imposto de Renda de 15%, o retorno em 10 anos seria de 184,99%.

Como exemplo, quem tinha R$ 100 mil no FGTS em janeiro de 2004 passou a ter R$ 153,3 mil no primeiro mês de 2014 – isso sem considerar nenhum aporte durante o período. Se este mesmo valor fosse aplicado em um título de renda fixa (com retorno de 100% do CDI), o saldo total após 10 anos seria de R$ 284 mil.

O que diz a Caixa
Procurada, a Caixa Econômica Federal, banco que administra o FGTS, disse que a utilização da Taxa de Referência na atualização das contas FGTS cumpre, integralmente, o que determina o Art. 13 da Lei 8.036/90.

“No papel legal de operadora do Fundo de Garantia, é vedada a definição, pela Caixa, de uso de índices de remuneração de contas divergentes daquele estabelecido na legislação, sob pena de ser responsabilizada pelo ônus adicional da adoção dessa medida”, disse o banco, em nota.

A Caixa reiterou ainda que “recorrerá de qualquer decisão contrária ao Fundo de Garantia”.

PUBLICIDADE