Títulos públicos de longo prazo registram valorização de até 19,2% em 2023

Papéis atrelados à inflação com prazo superior a cinco anos foram os destaques do último ano

Leonardo Guimarães

(Getty Images)

Publicidade

Quem investiu em papéis mais longos em 2023 se deu bem: índices que refletem o desempenho desses títulos tiveram desempenho parecido com a Bolsa de Valores, que avançou 22,28% no último ano. Após recuperação em novembro, papéis de inflação e prefixados de longo prazo avançaram novamente em dezembro e fecharam o ano com valorização expressiva. 

O IMA-B5+, que reflete a carteira de títulos do Tesouro Direto indexados à inflação com vencimento acima de cinco anos, subiu 19,28% em 2023, o melhor desempenho entre todos os índices de títulos públicos da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais). Somente em dezembro, o índice avançou 3,94%. 

Entre os prefixados, o índice que mede o desempenho dos títulos com prazo acima de um ano, o IRF-M 1+, subiu 18,52% em 2023 e teve o melhor desempenho da classe.

Oferta Exclusiva para Novos Clientes

Jaqueta XP NFL

Garanta em 3 passos a sua jaqueta e vista a emoção do futebol americano

“A recuperação dos índices de prazos mais longos a partir de novembro refletiu a melhora das expectativas para o cenário econômico. Apenas no último bimestre, o IMA-B5+ subiu 7,47%, por exemplo. A economia norte-americana contribuiu para esse desempenho, com queda na inflação e menor risco de recessão, o que fez aumentar a possibilidade de os juros começarem a cair ainda neste semestre. No campo doméstico, o processo de desinflação continua, com a projeção dos juros caminharem para um dígito no final do ano”, explica Marcelo Cidade, economista da Anbima.

O IMA Geral, que reflete a carteira de todos os títulos públicos marcados a mercado, acumulou retorno de 14,80% no ano e de 1,63% em dezembro. 

Os papéis mais curtos tiveram desempenho pior que o CDI em 2023 (13,04%). O IMA-B-5, com títulos de inflação de até cinco anos, avançou 12,13% no acumulado do último ano. Já o IMA-S, que reflete o desempenho dos papéis do Tesouro Selic, avançou 13,25%, mesmo resultado do IRFM-1, com prefixados de até um ano. 

Continua depois da publicidade

Confira a rentabilidade acumulada em 2023 dos índices que refletem o desempenho de títulos públicos:

Fonte: Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais)