Em onde-investir / tesouro-direto

Taxas oferecidas pelo Tesouro Direto voltam a subir nesta sexta-feira; confira valores

Segundo o professor do InfoMoney, Alan Ghani, a alta das taxas é uma correção do otimismo com Bolsonaro

SÃO PAULO - As taxas oferecidas pelo Tesouro Direto, programa do governo federal de compra e venda de títulos públicos, voltaram a subir nesta sexta-feira (9).

Entre setembro e outubro, por conta da grande volatilidade eleitoral, as taxas recuaram, permitindo aos investidores ganhos turbinados também na renda fixa. Quem "tradeou" no Tesouro Prefixado com vencimento em 2045, por exemplo, conseguiu ganhos de até 14% em apenas 33 dias úteis. 

Isso porque investidores que compraram títulos do Tesouro Direto a taxas mais altas, hoje conseguem vender o papel a preços superiores dos adquiridos.

É válido reforçar que os ganhos turbinados valem para os investidores que optarem por vender o papel antes da data de vencimento. Por outro lado, os investidores que mantiverem o papel até o vencimento, receberão a taxa contratada no momento da compra.

Essa tendência de alta das taxas é explica pelo professor do InfoMoney, Alan Ghani, como uma correção do otimismo pós vitória de Jair Bolsonaro (PSL)“Passado aquele otimismo, nos deparamos com a realidade - que nem sempre é tão boa quanto a gente espera. Então vemos as taxas voltando a subir, mas como uma correção”, explicou no programa "Tesouro Direto com Ganhos Turbinados" desta semana.

Segundo ele, o melhor a se fazer no momento é ficar por algum tempo nos títulos pós-fixados ou no Tesouro Selic (LFT), de forma a entender o movimento das taxas e ver se a alta é uma tendência. Quando começar a cair, porém, o que não deve acontecer agora, aí volta a ser interessante “apostar” nos títulos prefixados e nos indexados ao IPCA.

O Tesouro IPCA+ com vencimento em 2045 (antiga NTN-B Principal), por exemplo, paga o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) mais 5,22% ao ano, contra 5,19% a.a. na tarde da última quinta-feira (8) - alta de 9 pontos base. O investidor pode aplicar uma quantia mínima de R$ 32,94 ou adquirir o título integralmente por R$ 823,70.

Formado por uma taxa de juros precificada e pela variação da inflação (IPCA), o Tesouro IPCA+ proporciona uma rentabilidade real, ou seja, garante o aumento do poder de compra do seu dinheiro. Dessa forma, independentemente da variação da inflação, a rentabilidade total do título será sempre superior à ela.

Considerado uma opção de investimento de baixo custo e segura do ponto de vista de risco de crédito (calote do emissor), o Tesouro Direto permite investimentos mínimos de R$ 30. O investidor pode aplicar diretamente pelo site do Tesouro, se cadastrando primeiro no portal e abrindo a conta em uma corretora para intermediar as transações.

Confira, abaixo, os preços e as taxas dos títulos do Tesouro Direto hoje. Para investir, clique aqui e abra uma conta na Rico

Título
Vencimento
Taxa de Rendimento (% a.a.)
Valor Mínimo
Preço Unitário
Indexados ao IPCA  
Tesouro IPCA+ 2024 15/08/2024 4,84 R$48,18 R$2.409,01
Tesouro IPCA+ 2035 15/05/2035 5,22 R$41,04 R$1.368,18
Tesouro IPCA+ 2045 15/05/2045 5,22 R$32,94 R$823,70
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2026 15/08/2026 4,89 R$34,25 R$3.425,40
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2050 15/08/2050 5,19 R$36,01 R$3.601,42
Prefixados  
Tesouro Prefixado 2021 01/01/2021 8,16 R$33,83 R$845,80
Tesouro Prefixado 2025 01/01/2025 10,07 R$33,34 R$555,72
Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029 01/01/2029 10,48 R$30,26 R$1.008,89
Indexados à Taxa Selic  
Tesouro Selic 2023 01/03/2023 0,01 R$97,96 R$9.796,34

 

 

Contato