Renda fixa

Tesouro Direto: confira os preços e as taxas dos títulos públicos nesta sexta-feira

Investidores monitoraram noticiário de coronavírus no Brasil, avanço da pandemia na Ásia e dados econômicos da Zona do Euro

Real, Brazilian Currency - BRL. Dinheiro, Brasil, Currency, Reais, Money, Brazil. Real coin on a pile of money bills.
(Rmcarvalho/Getty Images)

SÃO PAULO – Os prêmios pagos pelos títulos públicos negociados via Tesouro Direto apresentavam alta na tarde desta sexta-feira (30).

O papel indexado à inflação com vencimento em 2026 pagava um prêmio anual de 3,39%, ante 3,36% ao ano na tarde de quinta-feira (29). Da mesma forma, a taxa paga pelo Tesouro IPCA+ com juros semestrais e prazo em 2030 subia de 3,84% para 3,87% ao ano.

Entre os papéis com retorno prefixado, o título com prazo em 2026 pagava uma taxa de 8,35% nesta tarde, contra 8,34% anteriormente. Já o juro real pago pelo Tesouro Prefixado com juros semestrais 2031 subia de 9,04% para 9,06% ao ano.

Confira os preços e as taxas atualizadas de todos os títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto nesta sexta-feira (30):

Fonte: Tesouro Direto

Corte de gastos no Brasil

No ambiente doméstico, as atenções recaíram sobre o noticiário de coronavírus e dados de emprego.

Nesta quinta-feira, a CPI da Covid instalada no Senado aprovou a convocação para depor do atual ministro da Saúde, o cardiologista Marcelo Queiroga, e dos ex-ministros da pasta durante o governo Jair Bolsonaro, Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello. O diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, também foi convocado.

Destaque ainda para a aprovação no plenário do Senado de um projeto de lei que prevê quebra temporária de patentes de vacinas, testes e medicamentos contra a Covid-19 no período que durar a pandemia.

Também ontem, chegou ao Brasil o primeiro lote de vacinas da Pfizer, com o total de um milhão de doses.

Entre os indicadores, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) Contínua, revelou que a taxa de desemprego ficou em 14,4% no trimestre móvel encerrado em fevereiro de 2021. A média das projeções dos economistas apontava para um desemprego em 14,5% de acordo com dados compilados pela Refinitiv.

PUBLICIDADE

Ainda no radar, o governo central, composto por Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social, registrou superávit primário de R$ 2,1 bilhões em março, segundo dados divulgados ontem pelo Tesouro .

O número veio melhor que a projeção de analistas consultados pela Reuters, de um déficit de R$ 3,1 bilhões. No acumulado do ano, o governo central acumula superávit de R$ 24,4 bilhões.

Foco na Ásia

Na cena externa, as atenções recaíram sobre os países asiáticos, em meio a dados mais fracos da economia chinesa e diante do avanço da pandemia na região.

Na China, o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da indústria caiu de 51,9 em março para 51,1 em abril. Ainda que o resultado acima de 50 mostre expansão da manufatura, analistas previam um recuo menor, para 51,6.

Além disso, nas últimas semanas, a Índia vem registrando sucessivos recordes globais de novos casos diários de Covid. No Japão, as mortes pela doença ultrapassam 10 mil, em meio ao que especialistas estão descrevendo como quarta onda de infecções no país.

Na agenda econômica, destaque para o Produto Interno Bruto (PIB) da Zona do Euro, que superou as expectativas dos economistas positivamente, em queda de 0,6% no primeiro trimestre na comparação sequencial, sendo que a expectativa era de contração de 0,8%. Na comparação anual, a queda foi de 1,8%.

Quer viver de renda? Estes 3 ativos podem construir uma carteira poderosa. Assista no curso gratuito Dominando a Renda Passiva.