Em onde-investir / renda-fixa

Cetip cria selo que ajuda no ressarcimento mais rápido pelo FGC

O extrato terá periodicidade mensal e será emitido para debêntures, CDB (Certificados de Depósitos Bancários) e LCI (Letras de Crédito Imobiliário)

cofre_bancos
(Getty Images)

SÃO PAULO – A Cetip anunciou nesta sexta-feira (1º) a criação do Cetip | Certifica, um selo que confirma que títulos de renda fixa comprados por meio de corretoras e distribuidoras estão registrados e identificados na empresa - a Cetip efetua registro, custódia, negociação e liquidação de ativos e títulos de renda fixa.

Os clientes de corretoras e distribuidoras que tiverem o certificado receberão extratos mensais de aplicações em debêntures, CDB (Certificados de Depósitos Bancários) e LCI (Letras de Crédito Imobiliário). Na prática, este certificado garante ao investidor maior agilidade no recebimento dos recursos pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos) em caso de ‘quebra’ do banco emissor do título de renda fixa. O FGC garante aplicações de até R$ 250 mil em CDB, LCI e outros investimentos - debêntures não contam com esta garantia.

Sem este tipo de certificado, a conferência do FGC para ressarcir clientes que possuem títulos de bancos que sofreram intervenções pode demorar meses. Isso porque algumas corretoras compram os CDBs em lotes grandes para conseguir uma taxa mais atrativa e apenas distribuem frações desses títulos ao investidor final. Com o Cetip | Certifica, o investidor tem a garantia de que o título está registrado em seu nome, o que evita todo procedimento de conferência.

A XP Corretora participou dos testes envolvendo o certificado e terá a exclusividade dos relatórios no primeiro mês. Após este período, outras corretoras poderão contar com o documento. “Qualquer operação realizada pela XP com estes papéis só será finalizada se houver o registro e identificação do investidor. Uma trava no nosso sistema possibilitará essa segurança", explicou Carlos Ratto,  o diretor-executivo Comercial e de Produtos da Cetip.

 

Contato