Quer receber aluguel sem ter um imóvel? 7 razões para investir em fundos imobiliários

Com FIIs é possível ser dono de um “pedaço” imóveis como um shopping center, por exemplo, algo distante de um investimento da forma tradicional

MoneyLab

O sonho de milhões de brasileiros é garantir uma renda que caia todos os meses na conta sem que seja preciso fazer nada, seja em um emprego ou buscando o sucesso de um negócio próprio. O engano de muitos, no entanto, é pensar que a melhor opção para que isso se torne verdade seja economizar para a compra de um imóvel, quando há um jeito mais barato e prático de receber aluguéis mensais: os fundos imobiliários.

Oferta Exclusiva

CDB 150% do CDI

Invista no CDB 150% do CDI da XP e ganhe um presente exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Para receber um aluguel do jeito tradicional, você precisa investir altos valores na compra de um imóvel e ainda enfrentar as mais diversas dores de cabeça, lidando com inquilinos, imobiliárias e toda a sorte de imprevistos que podem acontecer dentro de uma casa ou apartamento.

Já nos fundos imobiliários, ou FIIs, grupos de investidores se unem para adquirir os melhores imóveis do país e receber aluguéis de grandes negócios, como shoppings, e das maiores empresas, como Magazine Luiza, Itaú, Renner e outras. Esse imóvel é fracionado em cotas e cada investidor recebe o aluguel de acordo com a proporção da aplicação.

Como são disponibilizados milhares de “pedaços”, é possível começar a investir em imóveis com uma pequena fração do que seria necessário para comprar um apartamento. Tudo isso com uma gestão profissional do imóvel e com liquidez, uma vez que é muito mais simples vender uma cota de um fundo imobiliário do que seria vender um imóvel inteiro. Da mesma forma, quando os imóveis do fundo se valorizam, o preço do seu “pedaço” sobe e abre-se mais uma oportunidade para ganhar dinheiro.

É sobre esse assunto que trata a Série Renda Extra Imobiliária, com Maria Fernanda Violatti, especialista em FIIs na XP Inc. Em um treinamento gratuito, Mafe ensina a investir em fundos imobiliários do zero. Inscreva-se agora.

Abaixo, listamos 7 razões pelas quais você deveria pensar em fundos imobiliários como opção para o seu investimento em imóveis:

1 – Acesso aos melhores imóveis, aos melhores inquilinos e aos aluguéis mais altos

O pesadelo de 10 em cada 10 locatários é que o inquilino devolva o imóvel e ele fique vazio. De uma hora para outra lá se foi a renda mensal, substituída pelos gastos com a manutenção, impostos, condomínio, contas básicas e mais.

A boa notícia é que há imóveis que raramente ficam vazios, aqueles que estão localizados em pontos estratégicos, como prédios nos centros financeiros das grandes cidades, por exemplo. Também são os que atraem os melhores inquilinos, empresas importantes, que pagam bem e em dia o aluguel dos locais que ocupam.

Com os fundos imobiliários, é possível ser dono de um “pedaço” desses imóveis, como um shopping center, por exemplo, algo que estaria muito distante de um investimento da forma tradicional.

2 – Não colocar todos os ovos na mesma cesta

Se você tiver R$ 500 mil e investir todo esse dinheiro para comprar um único imóvel seu risco será grande. Mesmo que se escolha um bom empreendimento em uma área boa, tudo pode mudar com uma obra inesperada na região, por exemplo, que torne seu investimento pouco atrativo para um inquilino e até desvalorizado para uma revenda posterior.

Com o fundo imobiliário esse risco é infinitamente menor. Os FIIs aplicam em uma carteira de imóveis diversos, a fim de garantir que os cotistas recebam uma renda composta de aluguéis de diferentes segmentos, estando protegidos para caso algo afete a rentabilidade de algum dos imóveis da carteira.

3 – Acessível e simples de investir

Se para comprar um imóvel para alugar você precisa de R$ 100 mil, com apenas R$ 100 você consegue comprar cotas de fundos imobiliários negociados na B3, a bolsa brasileira. As cotas podem ser adquiridas direto do home-broker das corretoras, assim como se faz no investimento em ações.

O tempo economizado com o processo de gestão do imóvel é outra vantagem importante. Enquanto na compra de uma casa ou um apartamento é preciso lidar com toda a burocracia da documentação inicial e depois das etapas do aluguel, nos FIIs a gestão é feita por uma administradora profissional, proporcionalmente mais barata do que as imobiliárias tradicionais.

4 – Fundos imobiliários são isentos de imposto de renda

A renda do aluguel de um imóvel é tributada em até 27,5%, alíquota máxima do imposto de renda das pessoas físicas. No caso dos FIIs, o rendimento com aluguéis é isento e tudo o que cai na conta é do investidor. Uma diferença expressiva na rentabilidade.

O único imposto que precisa ser pago é no caso da venda da cota. Se o seu “pedaço” tiver se valorizado, você precisará pagar 20% sobre o ganho de capital, o que não é problema para quem pretende investir nos fundos com o objetivo de viver de renda.

5 – Gestão profissional

Escolher um imóvel que possa se valorizar e render bons aluguéis. Analisar os candidatos a inquilino, entender a situação do interessado e saber se ele tem de fato a condição de honrar com o compromisso. Essas são tarefas difíceis de executar, sobretudo para quem não tem a expertise em imóveis ou não tem tempo para se dedicar a isso.

No caso dos fundos imobiliários esta é outra vantagem. Além de você não precisar sequer se preocupar em fazer essa análise, quem estará a cargo da tarefa é um time de analistas experientes, capazes de evitar ciladas para o fundo e prontos para identificar boas oportunidades de investimento.

6 – Liquidez

Um dos principais critérios para analisar se um investimento é o adequado para uma determinada pessoa é o momento de vida, o patrimônio que ela já tem e qual é a probabilidade de que ela precise daquele recurso rápido em curto, médio ou longo prazo.

Algum risco de precisar dos recursos é a realidade de grande parte das pessoas, visto que emergências de todos os tipos acontecem a todos. Ter um apartamento ou uma casa nesse momento não resolve muito o problema, visto que é difícil de se desfazer rapidamente de um imóvel. A pressa, ainda por cima, é inimiga da perfeição. Quanto mais rápido você precisa vender um imóvel, maior é a chance de se ver obrigado a fazer um mal negócio.

E este é mais um quesito em que os fundos imobiliários aparecem como uma opção melhor. Quando há o interesse de um dos cotistas em deixar o investimento, nenhum imóvel precisa ser vendido. Basta disponibilizar as cotas — ou apenas parte delas — na plataforma da corretora e receber o dinheiro em 2 dias úteis.

Além disso, quem pretende multiplicar o dinheiro recebido, não precisa juntar anos de aluguel antes de comprar mais um imóvel e maximizar a renda. O valor pode ser imediatamente reinvestido, com a aquisição de mais cotas do mesmo ou de outro FII.

7 – Possibilidade de ganhos generosos

Mesmo tendo uma previsibilidade maior, os fundos imobiliários são considerados um investimento de renda variável — e, por isso, lucros do passado não são garantias de rendimentos futuros, o que reforça a recomendação de que o interessado em investir nos FIIs possua uma reserva de emergência antes de iniciar as aplicações.

Agora, há várias razões para esperar ganhos mais expressivos dos fundos imobiliários do que na compra e aluguel de imóveis pela via tradicional. Além da isenção de imposto de renda, que pode chegar a 27,5% no aluguel direto, os FIIs também trabalham com imóveis corporativos, que têm maior margem de lucro do que os aluguéis residenciais.

Há também a exigência legal de que os fundos imobiliários repassem 95% dos seus lucros aos acionistas, percentual que é de apenas 25% na distribuição dos rendimentos de empresas.

Fonte: Maria Fernanda Violatti, especialista em Fundos Imobiliários da XP Investimentos.

Ficou interessado em investir em FIIs? Se você quer receber aluguel sem precisar ter um imóvel, este treinamento gratuito do InfoMoney ensina a investir em fundos imobiliários do zero.

Newsletter

Liga de FIIs

Receba em primeira mão notícias exclusivas sobre fundos imobiliários

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

MoneyLab

MoneyLab é o laboratório de conteúdo de marcas do InfoMoney. Publicidade com criatividade e performance a favor de grandes ideias. Publicamos conteúdos patrocinados para clientes e parceiros.