Em onde-investir / poupanca

O que já era ruim piorou: poupança terá ganhos ainda menores a partir de agora

Rentabilidade anual da poupança cai para 4,55% ao ano com nova taxa Selic

poupança porquinho quebrado
(Shutterstock)

SÃO PAULO – A poupança costuma apresentar um dos piores retornos em renda fixa e esses ganhos ficaram ainda menores desde quarta-feira (21), após o Banco Central realizar o 12º corte seguido na Selic. Com a redução de 0,25 ponto percentual, a taxa básica de juros está agora em 6,50%, renovando seu novo menor patamar histórico. Vale lembrar que desde que a Selic caiu para menos de 8,5%, em setembro de 2017, a rentabilidade dos depósitos em poupança caiu para 70% da Selic mais a TR (Taxa Referencial).

Essa regra foi instituída em maio de 2012 e, desde então, todos os depósitos feitos a partir desta data têm rendimento diferenciado: quando a Selic está acima de 8,5%, a poupança rende 0,5% ao mês e, abaixo desse patamar, os ganhos caem para 70% da Selic +TR. Com o corte desta semana na Selic, a rentabilidade da poupança cairá ainda mais, para 4,55% ao ano +TR. Essa taxa adicional praticamente não faz diferença no rendimento. Para se ter ideia, a TR acumulou alta de apenas 0,6% em 2017. Em janeiro e fevereiro deste ano ela ficou em zero.

A regra de rendimento da poupança foi alterada em 2012 com o objetivo de evitar que ela ficasse mais atrativa que outras opções de investimentos em renda fixa, cujos ganhos recuam junto com a taxa básica de juros. No entanto, a estratégia não funciona para quem tem o mínimo de conhecimento em aplicações. 

A atratividade da poupança perde da maior parte dos CDBs e do Tesouro Selic. Para obter exatamente os mesmos ganhos da caderneta, um CDB precisa render 85% do CDI - taxa muito baixa de retorno. 

Veja as opções disponíveis e as comparações de rendimentos

Aplicação de R$ 100 mil
por 12 meses / rentabilidade
Resultado livre
de impostos***
Descontos
Poupança R$ 104.550 0
CDB de 110% (7,15%) R$ 105.899 17,5% de Imposto de Renda
CDB de 120% (7,80%) R$ 106.435 17,5% de Imposto de Renda
Tesouro Selic (6,50%) R$ 105.331 17,5% de Imposto de Renda
+ 0,03% de custódia (fixa)

***Cálculo levou em consideração Selic estável em 6,50%

 Quer investir em CDB que pagam mais de 110% do CDI? Clique aqui e abra sua conta na Rico 

Nas comparações com aplicações conservadoras demonstradas acima, o investidor consegue ganhos superiores ao da poupança em todas elas. Qual seria a razão para os brasileiros ainda terem a poupança como aplicação favorita? Sim, favorita porque 85% dos investidores têm conta na caderneta, segundo a Anbima 

A alegação de boa parte desses investidores é que a caderneta de poupança é isenta de imposto de renda, o que na teoria poderia significar alguma vantagem em relação ao rendimento. Puro engano. No CDB de 120%, a diferença é de quase R$ 2 mil ao fim de um ano, já descontado os impostos.

Uma fotografia da poupança 
Mesmo com o orçamento apertado, os brasileiros conseguiram acumular R$ 724,5 bilhões na caderneta de poupança em fevereiro. O valor é referente ao estoque total de recursos aplicados na poupança divulgado pelo Banco Central divulgados em 6 de março.

Em fevereiro, os saques superaram os depósitos em caderneta de poupança em R$ 708 milhões. Questões pontuais, como o pagamento de contas típicas de início do ano, como IPVA e IPTU, ajudam a explicar a saída tradicional de recursos no mês passado. Foi o quarto ano seguido com os saques superando os depósitos, de acordo com o Banco Central.

 Quer investir em CDB que pagam mais de 110% do CDI? Clique aqui e abra sua conta na Rico 

 

Contato