Em onde-investir / poupanca

Caixa tenta “fisgar” poupador com sorteios de até R$ 500 mil

A Caixa Econômica Federal lançou a promoção “Quem Tem Sonhos Tem Poupança”, com sorteios para quem investir na poupança; para planejador, investidor deve evitar a aplicação

Caixa Econômica Federal CEF

SÃO PAULO -  Em meio a um cenário de baixa atratividade da caderneta de poupança, que tem afastado muitos investidores da aplicação, a Caixa Econômica Federal lançou a promoção “Quem Tem Sonhos Tem Poupança”, que irá premiar 30 poupadores com certificados de ouro de R$ 10 mil, 5 com certificados de R$ 50 mil e um com certificado de R$ 500 mil. Para participar, o cliente tem que ter, em média R$ 5 mil de saldo, considerando a avaliação dos saldos médios de todos os dias do mês ou ter R$300,00 de captação líquida (saldo do mês anterior + R$300,00, subtraindo débitos, remuneração e juros).

Com rendimento de 0,5% ao mês + TR (Taxa Referencial), que deixa o retorno em torno de 7,5% ao ano, a poupança tem se mostrado um dos investimentos menos vantajosos para os brasileiros. Isso porque a Selic está atualmente em 13,75% ao ano, tornando outras aplicações de renda fixa atreladas ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário) muito mais vantajosas. 

Com isso, o saldo da poupança despencou em 2015. De acordo com dados do Banco Central, a captação líquida (diferença entre depósitos e saques) da caderneta ficou negativa em R$ 32,3 bilhões no acumulado do ano até maio. O saldo da aplicação, que no final de 2014 era de R$ 662,727 bilhões recuou para R$ 648,772 bilhões no mês passado.

“A explicação para essas retiradas está no atual cenário econômico, que vem forçando as pessoas a saquerem o dinheiro que tinham poupado para acertar suas contas. Outro fator que reflete esse capital negativo é que a população está abrindo os olhos e percebendo que o retorno oriundo da poupança é baixo, escolhendo então investir em outros segmentos", explica André Albo, planejador financeiro.

Para Albo, o investidor deve evitar a poupança e aproveitar o juro alto para ganhar mais em aplicações com a mesma segurança da caderneta. 

“É uma forma de iludir o brasileiro que adora ganhar prêmios. Aplicar na poupança com a esperança de talvez receber algum prêmio é uma forma de aumentar a captação do banco e perder o próprio poder de compra e investimento”, afirma André. “Investimentos como CDB, CDI, LCI, LCA e Títulos do Tesouro se mostram uma alternativa para o investidor, com custo mais ou menos parecido com o da poupança e um rendimento que pode chegar a ser duas vezes maior”, conclui.

Procurada pela reportagem, a Caixa disse que a promoção "é uma ação da Caixa que visa incentivar novos depósitos e preservar os saldos em conta".

 

Contato