Oferecido por

Número de investidores em criptomoedas avança 22 vezes no Brasil em quatro anos

Coinbase é referência no mercado e possui acesso fácil com baixo investimento para iniciantes

MoneyLab

Publicidade

Nos últimos quatro anos, o número de investidores em criptomoedas cresceu 22 vezes no Brasil. Segundo dados da Receita Federal, 4,1 milhões de pessoas físicas relataram operações com ativos digitais em julho deste ano, o dado mais atualizado. Para se ter uma ideia, a quantidade de investidores na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo) soma 6,2 milhões de contas ao todo. Ou seja, as criptomoedas já atraem uma fatia expressiva de pessoas que decidem aportar em renda variável.

A movimentação mensal de criptomoedas está na casa dos R$ 18 bilhões e o criptoativo mais usado em território nacional é a stablecoin Tether (USDT). As stablecoins ou moedas estáveis na tradução literal para o português, ao contrário de outros criptoativos, costumam manter paridade com alguma moeda fiduciária, com uma cesta de moedas ou com outros ativos como commodities, o que amplia a possibilidade de sua utilização como meio de pagamento.

Boa parte dessas negociações passa pela Coinbase, uma das maiores exchanges de criptomoedas do mundo, que tem no seu portfólio mais de 240 criptomoedas e mais de 500 pares de criptomoedas e que cresceu 100 vezes em seus 11 anos de história. 

A fundação da companhia se mistura com a história da evolução das moedas digitais. A Coinbase foi idealizada por Brian Armstrong e Fred Ehrsam em 2012, em São Francisco, nos Estados Unidos. Ao longo dos anos, evoluiu de uma plataforma de negociação padrão para transações em Bitcoin (BTC) e rapidamente passou a hospedar mais de 1 milhão de carteiras em 2013. Para se ter uma ideia do crescimento, a plataforma tinha 108 milhões de usuários registrados em 2022 e mais de US$ 130 bilhões em ativos em sua plataforma em setembro de 2023. 

Presente em mais de 100 países, a Coinbase é uma plataforma regulamentada e está registrada na CFTC (Commodity Futures Trading Commission) como comerciante na Comissão de Futuros. Entre os diferenciais da companhia está a usabilidade. A empresa é conhecida por ser fácil de navegar, especialmente para iniciantes, e por permitir transações com poucos reais de aporte inicial. Há versões na web e no aplicativo.

Com mais de 500 pares/mercados de negociação, o acesso de compra e venda é o principal recurso da plataforma e pode ser acessado depois da abertura de uma conta, que oferece resgates flexíveis e permite o gerenciamento de participações em uma única interface. Além disso, com a conta na Coinbase é possível escolher ativos para comprar, enviar, transferir, receber e usar a carteira para gerar rendimento passivo.

Atendimento personalizado

O investidor de alto patrimônio líquido ganha suporte personalizado de uma equipe dedicada da Coinbase. Com isso, ele tem recomendações de investimento em uma interface segura e compatível com acesso a ferramentas de negociação sofisticadas.

Para quem ainda está começando no mundo das criptomoedas, a Coinbase possui um programa “aprenda e ganhe”. Neste programa, o investidor iniciante pode receber criptomoedas ao completar as tarefas de aprendizagem, como se inscrever, entender como funcionam os investimentos ou fazer sua primeira negociação.

MoneyLab

MoneyLab é o laboratório de conteúdo de marcas do InfoMoney. Publicidade com criatividade e performance a favor de grandes ideias. Publicamos conteúdos patrocinados para clientes e parceiros.