Em onde-investir

Cliente private: investimento em fundos de renda fixa cresce 46% em 2011

O PL dos fundos de renda fixa abertos passou de R$ 20,59 bi no final do ano passado para R$ 30 bi em setembro de 2011

SÃO PAULO – O total aplicado em renda fixa pelos clientes private (com investimentos acima de R$ 1 milhão) aumentou 45,70% nos primeiros nove meses do ano. De acordo com dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais), em dezembro do ano passado, o PL (patrimônio líquido) dos fundos de renda fixa abertos deste segmento era de R$ 20,593 bilhões, enquanto em setembro de 2011, estava em R$ 30,003 bilhões.

Na mesma linha, o total investido em fundos abertos de curto prazo e referenciado DI cresceu 18,38%, ao passar de R$ 22,527 bilhões em dezembro de 2010 para R$ 26,667 bilhões em setembro deste ano.

Ações, multimercados e cambiais
Os fundos de ações, por sua vez, apresentaram uma redução significativa dentro do portfólio dos clientes private, por conta da forte volatilidade e das perdas acumuladas do Ibovespa (principal índice da bolsa paulista) neste ano.

Enquanto no final de 2010 o PL dos fundos abertos de ações era de R$ 12,728 bilhões, em setembro, ele passou para R$ 9,405 bilhões (queda de 26,11%).

Já o patrimônio líquido dos fundos multimercados abertos não sofreu grandes alterações no período. No final de 2010, os clientes private tinham R$ 34,618 bilhões investidos em fundos abertos desta categoria e, em setembro deste ano, o total investido passou para R$ 35,370 bilhões.

Por fim, o PL dos fundos cambiais ficou estável, em R$ 129,5 milhões.

Fundos exclusivos/ restritos
Dentro dos fundos exclusivos (para um único cliente) e restritos (para um grupo específico de clientes, de uma mesma família, por exemplo), o PL dos fundos de renda fixa também apresentou maior aumento (61,1%) para R$ 2,725 bilhões.

 O PL dos fundos multimercados restritos ou exclusivos aumentou 35,3%, para R$ 64,540 bilhões, enquanto os investimentos em fundos de ações cresceram 12,6%, para R$ 6,557 bilhões.

Os fundos de curto prazo e referenciados DI, por sua vez, tiveram seu PL reduzido em 22,4% para R$ 2,298 bilhões.

Total
De acordo a Anbima, o total aplicado em fundos abertos de investimentos pelos clientes private aumentou 12,1% em 2011, de R$ 90,6 bilhões em dezembro de 2010 para R$ 101,579 bilhões em setembro deste ano.

A maior parte dos investimentos (R$ 74,696 bilhões) estava em “fundos próprios”, quando o banco investe em fundos geridos pela própria instituição onde o cliente private possui conta. Já R$ 26,883 bilhões foram aplicados em “fundos terceiros”, quando o banco investe em assets de instituições diferentes.

 

Contato