Em onde-investir

Aprenda com o erro dos outros: o que leva as pessoas a adiar a decisão de investir?

Existem diversas razões que levam as pessoas a adiarem a decisão de investir. Você se identifica com alguma delas?

investimento errado_homem_preocupado_prejuízo
(Getty Images)

SÃO PAULO – Apesar de ainda pouco difundida no Brasil, na comparação com países mais desenvolvidos, como os Estados Unidos, por exemplo, a cultura de investimentos começa a entrar na vida financeira dos brasileiros. Pelo menos na teoria. Todos sabem que devem poupar para o futuro, que dinheiro guardado em casa perde o valor etc., mas na prática, se tomarmos como base o número de investidores pessoa física na Bovespa, que mostra que menos de 0,5% da população investe em ações, a realidade é diferente.

Tudo bem que o mercado de renda variável é um mercado de risco e muitos justifiquem a decisão de não investir em ações, por medo de perder. No entanto, segundo dados do Banco Central, metade da população brasileira tem conta-poupança, a aplicação mais conservadora do mercado. Mas, se analisarmos o montante aplicado, mais da metade das contas poupança tem menos de R$ 100 aplicados, o que pode significar que não existe uma regularidade no investimento.

Mas o que justifica essa atitude?

Desculpas
Existem diversas razões – ou desculpas – que levam as pessoas a adiarem a decisão de investir. Conheça algumas delas e, caso se identifique, aprenda com o erro dos outros e mude!

- Sou muito novo para pensar no futuro: Quanto antes começar a poupar, menos terá de guardar mensalmente para garantir uma aposentadoria tranquila no futuro.

- Investir é para ricos: Muitas vezes não é o valor que você investe que faz a diferença, mas, sim, a frequência com que você consegue aplicar. Ao investir sempre, dentro de intervalos definidos, o esforço parece menor e o resultado é muito bom.

- O momento está péssimo para investir: Com a volatilidade da bolsa de valores, muitos papéis estão em baixa, o que pode significar um ótimo momento para entrar. Na dúvida, peça ajuda. Caso o mercado de ações seja “demais” para o seu perfil de risco, busque outras opções. O importante é não deixar o dinheiro parado.

O erro da procrastinação
Quanto mais adiada a decisão de investir, mais difícil fica planejar uma aposentadoria tranquila. Além disso, quem começa a investir tarde, já perto da idade de parar de trabalhar, não pode correr tanto risco em aplicações mais ousadas do que uma pessoa jovem, que tem praticamente a vida toda pela frente. Já imaginou se arriscar a essa altura da vida e perder tudo?

Pense nisso: apesar de o ditado "antes tarde do que nunca" ter seu valor, na hora de investir, prefira o "não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje".

 

Contato