Hora de captar

Gávea, Kapitalo, Legacy e outras gestoras reabrem fundos com retorno de até 18% no ano; veja lista

Maior parte é de produtos do tipo multimercados; apenas os fundos da Bogari são de ações

Por  Bruna Furlani -

Apesar dos juros acima de dois dígitos e da volatilidade da Bolsa, que levaram parte dos investidores a resgatar as aplicações em fundos de ações e multimercado, algumas gestoras renomadas estão reabrindo suas principais carteiras para captação.

Levantamento feito pelo InfoMoney com várias casas e com base em fatos relevantes publicados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) identificou pelo menos 11 fundos que foram reabertos ou estão prestes a reabrir para novos investidores.

Grandes gestoras estão entre as que seguiram por esse caminho, como Gávea Investimentos, Kapitalo, Genoa Capital, Legacy Capital, Bogari Capital e Kadima Asset. A maior parte dos fundos são do tipo multimercados. Apenas os fundos da Bogari são de ações.

Entre os produtos que vão reabrir estão dois da Legacy Capital, que acumulam retornos de quase 18% neste ano, contra cerca de 4% do CDI, indicador de referência para a performance dos multimercados. José Eduardo Araujo, sócio da Legacy Capital, não nega que o período atual é turbulento e complicado, mas afirma que a casa vem registrando captações positivas nos últimos dois meses.

Dados da plataforma TC/Economatica apontam que, do começo do mês até 20 de maio, os depósitos líquidos na Legacy chegaram a R$ 1,04 bilhão, após captações líquidas de R$ 115,3 milhões em abril e de saídas líquidas de R$ 741,8 milhões em março.

“Se olharmos os números da categoria de quem performou melhor, acredito que está ocorrendo uma realocação de fluxo para o risco. Só que hoje isso ainda é um ajuste fino”, pondera Araujo. As reaberturas têm como foco o crescimento da gestora, sem perder agilidade e a possibilidade de reforçar as equipes de análise, diz.

Embora o ambiente atual seja desafiador, com a necessidade de aperto monetário mais duro nos Estados Unidos, Araujo defende que a vantagem dos multimercados é que o investidor consegue apostar numa piora de cenário e montar posições que não conseguiria como pessoa física.

Leia mais:
Os melhores fundos de ações e multimercados em abril de 2022 e em 12 meses

“O ajuste maior do Fed [banco central americano] vai balançar o mercado e poucos ativos vão conseguir se segurar. Temos flexibilidade para nos posicionar nesse cenário. Se o cliente final quiser tomar juros, ele não consegue. Não tem a agilidade que temos aqui”, observa o sócio da Legacy.

A Genoa Capital também está captando no fundo Genoa Radar – que seguirá aberto até a próxima terça-feira (31). Rodrigo Noel, diretor de operações e sócio-fundador da casa, explica que essa é a terceira abertura do fundo, que iniciou as operações em junho de 2020.

Noel conta que essa última reabertura conseguiu capturar parte da demanda reprimida que havia por produtos que conseguem oferecer rendimento além do CDI. Até agora, a gestora já captou R$ 1,5 bilhão, no topo da banda que estava previsto.

O executivo da Genoa explica que em um ambiente sem direção clara, com inflação maior e normalização das políticas monetárias ao redor do mundo, o segredo é utilizar a volatilidade para ganhar.

O que os especialistas da XP recomendam para você? Clique aqui e faça uma simulação de investimentos gratuita, sem robôs

“Nos últimos trimestres, conseguimos capturar a abertura [aumento] de juros no Brasil, Chile, Colômbia, México, África do sul e Estados Unidos. Ou seja, tivemos uma alocação diversificada do ponto de vista geográfico”, avalia Noel.

O sócio-fundador destaca que agora as principais posições estão em câmbio, com alocações compradas (que apostam na valorização da moeda) em real contra o dólar e contra uma cesta de países emergentes.

A explicação está ligada a dois fatores. Primeiro, diz Noel, por ter saído na frente ao elevar os juros, o Brasil pode ver uma melhora dos fluxos de capital estrangeiro, enquanto outros países ainda estão no início do ciclo de alta de suas taxas. Além disso, a forte valorização das commodities também deve ser favorável para o câmbio.

Confira os fundos que reabriram para captação e os prazos de encerramento, quando houver:

Fundos que reabriram ou que vão reabrir em breve

Nome do fundoReabertoAberto até 
Genoa Capital RadarSim31 de maio
Kadima High volSimSem prazo
Kapitalo ZetaVai reabrir em 1º de junho90 dias após a reabertura
Kapitalo KappaVai reabrir em 1º de junho90 dias após a reabertura
Legacy CapitalSimSem prazo
Legacy Capital BSimSem prazo
Bogari Value FIC FIASimAté 17 de junho, ou até os três fundos da casa captarem, em conjunto, R$ 300 milhões
Bogari Value Q FIC FIASimAté 17 de junho, ou até os três fundos da casa captarem, em conjunto, R$ 300 milhões
Bogari Value Institucional BR FIC FIASimAté 17 de junho, ou até os três fundos da casa captarem, em conjunto, R$ 300 milhões
Gávea Macro II Previdenciário FIMSimSem prazo
Gávea Macro Advisory FIC FIMSimSem prazo

Fonte: InfoMoney e gestoras

Reaberturas

Confira agora os desempenhos dos fundos que reabriram para captação, segundo dados da plataforma TC/Economatica:

Genoa Capital Radar

Fundo que apresenta retorno de 1,16% no mês até ontem (24), contra 1,02% do CDI durante o mesmo período. No acumulado do ano, avança 9,05%. Nos últimos 12 meses, a alta é de 18,68%. Todos os dados vão até 24 de maio. O patrimônio líquido do fundo é de R$ 419,5 milhões. O fundo segue aberto até 31 de maio. O valor mínimo inicial de investimento é de R$ 500, segundo informe da gestora.

Kadima High Vol

Produto possui patrimônio líquido de R$ 1,3 bilhão. Dados deste mês, até terça-feira (24), mostram que o fundo registrou um retorno mensal de 0,31% e de 2,60% no ano. Nos últimos 12 meses, a alta é de 6,70%. Todos os dados vão até 24 de maio. Segundo a gestora, não há prazo para o fechamento do fundo e a aplicação inicial é de R$ 100 mil.

Kapitalo Kappa

O fundo apresenta patrimônio líquido de R$ 588,1 milhões. A rentabilidade no mês foi de 1,69% e de 7,80% neste ano. Já nos últimos 12 meses, o ganho chega a 11,94%. Todos os dados vão até 24 de maio. De acordo com a Kapitalo, o fundo será aberto no próximo dia 1º de junho. A previsão é que a casa encerre as captações após 90 dias da abertura. O investimento inicial é de R$ 50 mil.

Kapitalo Zeta

O produto apresentou um retorno de 2,36% no mês e de 10,42% neste ano. Já no acumulado dos últimos 12 meses, a rentabilidade chega a 15,22%. Todos os dados vão até 24 de maio. O fundo possui patrimônio líquido de R$ 2,2 bilhões. De acordo com a Kapitalo, o fundo será reaberto no próximo dia 1º de junho. As captações devem ser encerradas após 90 dias da abertura e o investimento inicial é de R$ 100 mil.

Legacy Capital e Legacy Capital B

Ambos vêm apresentando retornos muito positivos neste ano, ao avançar 17,65% e 17,66%, respectivamente. No mês, a rentabilidade chega a 0,98% e 0,97%. Nos últimos 12 meses, a 22,46% e 22,47%, nessa ordem. Todos os dados vão até 24 de maio. O primeiro fundo possui patrimônio líquido maior, de R$ 501,6 milhões, e o investimento inicial mínimo de R$ 10 mil. Já o segundo apresenta R$ 435,3 milhões de patrimônio líquido e aplicação inicial de R$ 5 mil. Segundo a Legacy, não há prazo para o fechamento de ambos.

Gávea Macro Advisory

Trata-se de um fundo que foi reaberto de forma temporária apenas na plataforma da XP e ainda não possui prazo para fechamento, segundo a Gávea. O produto possui um retorno de 0,59% no mês e de 9,18% no ano. Já no acumulado dos últimos 12 meses, a rentabilidade chega a 10,66%. Todos os dados vão até 24 de maio. O patrimônio líquido do fundo é de R$ 501,7 milhões. A aplicação inicial é de R$ 10 mil.

Gavea Macro II Previdenciário

O fundo foi reaberto e não há prazo para fechamento. O retorno no mês é de 0,59% e de 9,24%, no ano. Nos últimos 12 meses, o produto entregou um ganho de 10,69%. Todos os dados vão até 24 de maio. O patrimônio líquido do fundo é de R$ 243,9 milhões e o investimento mínimo inicial é de R$ 100 mil.

Bogari Value FIA, Bogari Value Q FIA e Bogari Value Institucional BR FIA

No caso do primeiro fundo, o retorno no mês está negativo em 3,8%. No ano e nos últimos 12 meses, a carteira tem perdas de 13,4% e de 38,2%, respectivamente. O patrimônio líquido do fundo hoje está R$ 830 milhões. Todos os dados são até 24 de maio. A aplicação inicial mínima do fundo é R$ 150 mil.

O segundo fundo, por sua vez, também registra um recuo de 4,4% no mês. No acumulado do ano, a queda chega a 14,6% e 37,9%, no caso do retorno em 12 meses. O patrimônio líquido do fundo está em R$ 471,2 milhões. Todos os dados são até 24 de maio. O investimento inicial mínimo do fundo é R$ 300 mil.

Já o último fundo, o Bogari Value Institucional BR FIC FIA, foi criado depois de uma cisão do fundo Bogari Value FIA. O produto possui investimento inicial mínimo de R$ 150 mil. Os três fundos ficarão abertos até 17 de junho, ou até os todos captarem, em conjunto, R$ 300 milhões.

O que os especialistas da XP recomendam para você? Clique aqui e faça uma simulação de investimentos gratuita, sem robôs

Compartilhe