Em onde-investir / fundos-de-investimento

Após queda, Alaska compra mais ações da Braskem e Quantitas ganha 100% do CDI só hoje

A gestora Quantitas estava apostando na baixa dos papéis da petroquímica; Alaska e Exploritas, por sua vez, estão aproveitando preços descontados para comprar ações da empresa

Braskem
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Com o mercado pego de surpresa pelo anúncio de desistência da compra da petroquímica Braskem pelo grupo holandês LyondellBassel, as ações da brasileira estão despencando nesta terça-feira. Por volta das 13h50, os papéis BRKM5 caíam 15,53%, negociados a R$ 34,80.

O fim das negociações ocorreu por diversos fatores, mas o principal deles, segundo o Brazil Journal, é a insegurança jurídica por conta da recuperação judicial da Atvos, uma empresa de etanol do grupo Odebrecht (que controla a Braskem junto com a Petrobras). A dívida da Atvos tem como garantia ações da petroquímica. 

Além disso, a Odebrecht deu, em julho de 2016, todas as ações ordinárias e preferenciais que possui na Braskem como garantia de empréstimos a cinco bancos (Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, BNDES e Santander).

Há, entretanto, quem esteja vendo a forte baixa dos papéis da Braskem hoje como oportunidade para compra. É o caso de Henrique Bredda, gestor do fundo de ações Alaska Black, que tinha ontem cerca de 10% do patrimônio em ações da petroquímica.

“Estamos vendo a mesma empresa, com a mesma capacidade de produção e geração de caixa na operação de resinas termoplásticas, mas com um desconto de 17% sobre o preço de ontem. Estamos aproveitando pra adicionar as ações na carteira”, afirmou Bredda.

O gestor vê similaridades do caso com a saída, em junho de 2018, de Pedro Parente do comando da Petrobras no meio do pregão, e com a tragédia de Brumadinho em janeiro deste ano, para a Vale. “No meio do furacão, a chance de compras com desconto é sempre maior”, destacou.

A gestora de recursos Exploritas também decidiu comprar um pouco de ações da Braskem hoje, de olho nos preços descontados. De acordo com o gestor Daniel Delabio, a casa já estava estudando a aquisição dos papéis e hoje entrou nas ações ao custo de R$ 33,02.

“O comprador da Braskem seria um upside risk para a compra de ações”, pontuou Delabio, para quem a Braskem vale cerca de R$ 40,00 mesmo sem um comprador definido para a empresa.

Até ontem, as ações da Braskem acumulavam queda no ano de 13%, a R$ 41,20. Dados da Bloomberg indicam que duas casas têm recomendações de compra para os papéis e quatro, de manutenção.

Lucro de 100% do CDI num dia

Alguns investidores, por outro lado, já ganharam com a baixa das ações da Braskem. Com posições vendidas (short) nas ações, a gestora Quantitas aproveitou a forte queda do dia para embolsar os lucros da operação.

Segundo Wagner Salaverry, sócio responsável pela gestão da renda variável, até o fim de abril, a Quantitas estava comprada nos papéis por meio de seu fundo long only. Com os resultados do primeiro trimestre considerados fracos e os problemas enfrentados pela empresa em Maceió, com a consequente suspensão de pagamento de dividendos, a visão sobre a Braskem começou a mudar.

De janeiro a março, o lucro líquido da companhia caiu 2,5% na comparação anual, para R$ 1,028 bilhão. Matéria do O Estado de S. Paulo de maio reportou ainda que a situação do Grupo Odebrecht, um dos pivôs da Operação Lava Jato, deveria complicar a venda da Braskem para a LyondellBasell. Segundo a publicação, as negociações, que poderiam agregar cerca de R$ 20 bilhões ao grupo, esfriaram principalmente com a incerteza gerada pelo projeto de extração de sal-gema em Alagoas.

O Ministério Público de Alagoas pediu bloqueio de R$ 6,7 bilhões da empresa. A Justiça Estadual contingenciou R$ 100 milhões e impediu a distribuição de R$ 2,7 bilhões aos acionistas da Braskem - o que tirou mais de R$ 1 bilhão da holding Odebrecht em momento de dificuldade de caixa.

“Somamos os dois pontos, e a chance de venda para a LyondellBasell diminuía bastante”, afirmou Salaverry.

Depois de vender as ações da Braskem, a Quantitas passou a se posicionar na ponta vendida, apostando portanto na baixa dos papéis, com um aumento da estratégia ao longo da última semana, após a entrada em recuperação judicial da Atvos.

A Braskem representava 5% das posições vendidas da Quantitas. A zeragem gerou um ganho equivalente a 100% do CDI mensal, equivalente a 0,50%, segundo Salaverry.

Quer investir nos melhores fundos de ações? Abra uma conta gratuita na XP

 

Contato