EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em onde-investir / fundos-de-investimento

Após reportagem do InfoMoney, Itaú reduz taxa de fundo

InfoMoney mostrou que 1,2 milhão de brasileiros investem em fundos que terão neste ano rentabilidade inferior às taxas cobradas pelos bancos para gerirem o dinheiro  

Itaú Unibanco
(Divulgação)

SÃO PAULO – O Itaú Unibanco decidiu reduzir a taxa de administração do fundo Prêmio Referenciado DI de 3,9% para 2% ao ano nesta sexta-feira (9), após publicação da reportagem do InfoMoney que mostra que 1,2 milhão de brasileiros investem em fundos que vão render mais para os gestores do que para os próprios cotistas.

O fundo do Itaú está fechado para captação desde 2011, mas ainda tem um patrimônio líquido de R$ 212 milhões e 21.537 cotistas. Com a taxa antiga, o investidor que tivesse R$ 100 mil neste fundo receberia em um ano um rendimento em torno de R$ 2.280, levando em consideração a Selic (taxa básica de juros) estável em 6,75% ao longo do ano e já descontado o IR de 20%. Já o ganho do gestor seria de R$ 3.900 com a taxa. Agora, após a mudança, o investidor deve receber em torno de R$ 3.800 líquidos, enquanto o gestor embolsará R$ 2.000.

É importante lembrar que especialistas ouvidos pela reportagem indicam que os investidores procurem fundos DI ou de curto prazo com taxa de no máximo 0,5% ao ano.

De acordo com o Itaú, a gestora já planejava reduzir a taxa de administração anteriormente.

Para ver a lista completa de fundos em que as taxas cobradas pelos bancos superam o lucro projetado do cliente com o investimento, clique aqui.

Contato