Em onde-investir / fundos-de-investimento

Captação da indústria de fundos fica positiva em R$ 12,6 bilhões em fevereiro

A captação ficou positiva em R$ 12,6 bilhões no segundo mês do ano, resultado de R$ 270,973 bilhões em aplicações e R$ 258,365 bilhões em resgates

Dinheiro - empréstimo
(Getty Images)

SÃO PAULO - A captação líquida (diferença entre depósitos e saques) da indústria de fundos de investimentos chegou a R$ 12,6 bilhões, de acordo com dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais) divulgados nesta quinta-feira (7). Segundo a entidade, a captação foi resultado de R$ 270,973 bilhões em aplicações e R$ 258,365 bilhões em resgates.

Com isso, a indústria de fundos brasileira atingiu um patrimônio líquido de R$ 2,332 trilhões no final de fevereiro (contando fundos off shore).

Em janeiro, a captação da indústria de fundos foi de R$ 21,6 bilhões, resultado de R$ 281,943 bilhões em depósitos e R$ 260,372 bilhões em resgates.

Tipos de fundos
Segundo a entidade, os fundos de curto prazo tiveram a maior captação da indústria no mês (R$ 7,507 bilhões), seguidos pelos de previdência (R$ 2,592 bilhões) e pelos fundos multimercados (R$ 1,995 bilhão).

Dentre os tipos que tiveram captação negativa, destaque para os referenciado DI, com R$ 3,053 bilhões de saques a mais do que depósitos, seguidos pelos de renda fixa, com captação negativa de R$ 60,3 milhões.

 

Contato