Oferecido por

Fundo Imobiliário focado no setor funerário abre para o investidor em geral

O FII MCEM11 já tem cinco ativos operacionais, com receita constante e projeção de dividendo anual de 12%, podendo dobrar em 10 anos

MoneyLab

Publicidade

A essencialidade de uma atividade econômica é sempre um aspecto importante no processo decisório do investidor ao indicar retornos constantes e consistentes no longo prazo. O setor funerário se encaixa nesta definição e entrou na mira dos investidores desde que os processos de licitação pública ganharam espaço.

A oportunidade para o investidor de varejo entrar no segmento atende pelo nome de MCEM11, um fundo imobiliário (FII) voltado para administração de cemitérios e que está com uma oferta pública nas ruas.

O fundo é gerido pela Mérito Investimentos, empresa com 10 anos de história e outros três FIIs de características distintas na carteira, voltados a desenvolvimento imobiliário, certificado de recebíveis imobiliários, e de cotas de outros FIIs.

O FII MCEM11 é um fundo de prazo indeterminado com o objetivo de realizar investimentos de longo prazo em ativos do segmento funerário. Lançado pela Mérito em 2022, o FII chega a sua quinta emissão de cota com uma oferta de R$ 150 milhões voltada ao investidor em geral.

As reservas podem ser feitas até o dia 2 de fevereiro O MCEM11 já nasceu com um patrimônio considerável e com fluxo de recebimentos importantes, o que possibilita pagamentos mensais ao novos cotistas.

O fundo foi constituído pela Mérito Investimentos com a estratégia de adquirir participação nos ativos do Bloco 2 da licitação realizada pela prefeitura de São Paulo.

O Bloco 2, vencido pelo consórcio, é composto por cinco cemitérios, incluindo três de elevado potencial de retorno – cemitérios Araçá, São Paulo e Santo Amaro. Os cemitérios Vila Nova Cachoeirinha e Dom Bosco também estão na lista.

A concessão dos ativos que compõem o FII MCEM11 é de 25 anos e prevê a administração, manutenção, exploração e revitalização dos cemitérios. Todos os cemitérios estão 100% operacionais e geram uma receita mensal de R$ 5 milhões provenientes de diversos serviços, desde a venda de jazigos até a oferta de planos funerários, sendo de exclusividade das concessionárias o translado do corpo e a venda de caixões.

*As informações mencionadas podem ser verificadas nas páginas 123 a 137 do prospecto preliminar e refletem as intenções e expectativas do Gestor em relação às suas funções e atribuições com o Fundo, a rentabilidade esperada não representa e nem deve ser considerada, a qualquer momento e sob qualquer hipótese, como promessa, garantia ou sugestão de rentabilidade futura. Leia o prospecto, a lâmina e o regulamento do fundo antes de aceitar a oferta, em especial a seção fatores de risco. Foto Divulgação Mérito Investimentos

A captação de R$ 150 milhões na oferta pública em curso tem por finalidade adiantar o capex (investimento), e acelerar o incremento na receita. Com isto, as reformas dos cemitérios podem ser adiantadas, o que possibilita a cobrança da taxa de manutenção prevista em edital, que contribuirá para o aumento expressivo da receita em R$ 40 milhões por ano.

No estudo de viabilidade do lançamento do Fundo imobiliário, feito pela Mérito Investimentos, o cenário projetado prevê um pagamento de dividend yield anual – livre de impostos – de 12% em 2024. O cenário projetado pela gestora prevê elevações anuais no dividendo, chegando a 24% em 2035.

A Mérito tem atualmente mais de R$ 600 milhões sob gestão e 30 mil cotistas. A empresa atua em parceria com investidores, empreendedores imobiliários e compradores de imóveis. Na oferta do FII MCEM11, o valor unitário da cota é de R$ 105, com um investimento mínimo de cinco cotas. As reservas podem ser feitas em diversas corretoras e terminam no dia 2 de fevereiro.

MoneyLab

MoneyLab é o laboratório de conteúdo de marcas do InfoMoney. Publicidade com criatividade e performance a favor de grandes ideias. Publicamos conteúdos patrocinados para clientes e parceiros.