Economista Sincero aponta caminhos para surfar boa fase dos FIIs em 2024

Em entrevista ao Liga de FIIs, Charles Mendlowicz fez um balanço do mercado de fundos imobiliários em 2023 e projetou o que espera de 2024

Wellington Carvalho

Publicidade

Um dos principais influenciadores de investimentos do País, Charles Mendlowicz, conhecido como Economista Sincero, faz um balanço positivo do mercado de FIIs em 2023. Entusiasta do produto, ele ainda observa um cenário favorável para os fundos imobiliários no ano que vem, especialmente para quem já está posicionado.

Com mais de 1,5 milhão de seguidores nas redes sociais, Mendlowicz participou da edição desta semana do Liga de FIIs, apresentado por Maria Fernanda Violatti, head de análise de fundos listados da XP, Thiago Otuki, economista do Clube FII, e Wellington Carvalho, jornalista do InfoMoney.

Em 2023, o mercado de fundos imobiliários acumula valorização média de aproximadamente 11%. O resultado é atribuído principalmente ao início do ciclo de cortes da taxa básica de juros da economia nacional, a Selic – que caiu de 13,75% para 11,75% ao ano de agosto para cá.

Oferta Exclusiva para Novos Clientes

Jaqueta XP NFL

Garanta em 3 passos a sua jaqueta e vista a emoção do futebol americano

Quanto menor o indicador, menos rentável se torna a renda fixa – que utiliza a Selic como referência. O movimento estimula a procura de ativos de maior risco, como os FIIs, que acabam ganhando atratividade e valor na Bolsa.

“A gente já sabia que esse movimento daria uma oportunidade de ganhos”, pontua Mendlowicz. “Então esse ano foi bom e 2024 tem tudo para continuar a tendência de alta”, projeta.

A previsão do economista toma como base a expectativa do mercado para a Selic em 2024. De acordo com o último Relatório Focus, do Banco Central, a taxa encerrará o próximo ano em 9,25% – o que pode destravar ainda mais valor para os FIIs.

Continua depois da publicidade

Desta forma, o influenciador ainda vê potencial de valorização dos fundos imobiliários, mas pondera que é exatamente nestes momentos que investidores cometem erros básicos.

“A turma espera a Selic cair o máximo possível para começar a investir com mais tranquilidade”, reflete. “Só que você paga o preço da tranquilidade e o [retorno não será tão relevante]”, chama a atenção.

De acordo com recente relatório da XP, os FIIs tiveram um retorno médio anual de 8% na última década. Em cenários de queda dos juros, a relação risco e retorno melhora ainda mais e os ganhos podem chegar a quase 20%, aponta o estudo.

Leia também:

Confira a entrevista completa do Economista Sincero na edição desta semana do Liga de FIIs. Produzido pelo InfoMoney, o programa vai ao ar todas as terças-feiras, às 19h, no canal do InfoMoney no Youtube. Você também pode rever todas as edições passadas.

Leia também:

Wellington Carvalho

Repórter de fundos imobiliários do InfoMoney. Acompanha as principais informações que influenciam no desempenho dos FIIs e do índice Ifix.