Juros Altos

Conheça os títulos ‘do momento’ na renda fixa e invista antes que percam ‘grande vantagem’

Título pode perder uma de suas principais características que fazem com que ele seja opção vantajosa

SÃO PAULO – As LCI (Letras de Crédito Imobiliário) e LCA (Letras de Crédito do Agronegócio) fizeram a cabeça dos investidores nos últimos tempos e não é para menos: são títulos de renda fixa com rentabilidade bastante interessante em tempos de juros altos e com isenção de imposto de renda. 

De acordo com dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), 28,2% dos R$ 388,1 bilhões investidos em títulos e valores mobiliários em 2014 por clientes de varejo foram aplicados em LCI. As LCA, por sua vez, representam 14,3% dos investimentos. Em 2013, os números eram menores: 18,7% e 13,4%, respectivamente.

Para o educador financeiro André Massaro, quem pensa em investir nestes títulos tem uma grande oportunidade por conta da isenção de imposto de renda, que faz uma boa diferença no rendimento da aplicação, principalmente no longo prazo. Mas é preciso ficar atento, porque o Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, já sinalizou que pretende tributar estes títulos, apesar de ainda não ter definido uma data para que isso aconteça. 

PUBLICIDADE

“Caso as LCI e LCA não sejam mais isentas de Imposto de Renda, elas perderão essa grande vantagem que possuem hoje e, do ponto de vista do investidor, se tornarão um investimento igual ao CDB, sem nenhuma grande diferença”, destaca o educador financeiro.

Ao investir em uma LCI ou LCA, o investidor, basicamente, está emprestando dinheiro ao banco, como faz com outros títulos como o CDB (Certificado de Depósito Bancário) e a maior parte delas têm sua rentabilidade atrelada ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário). No entanto, também existem títulos prefixados ou então atrelados a outros indicadores, relata o especialista.

Um ponto que o investidor precisa ficar bastante atento ao fazer essa aplicação é a liquidez. É possível encontrar LCI e LCA no mercado que têm liquidez diária, contudo, existem títulos que permitem resgates apenas em seu vencimento ou então que pagam uma rentabilidade menor para saques antes de determinada data – assim, o planejamento precisa ser bem pensado para evitar dores de cabeça.

A segurança também é uma vantagem dessas aplicações, de acordo com o educador financeiro. “Depósitos de até R$ 250 mil em LCI ou LCA são garantidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito), proporcionando assim segurança para o investidor. Quem tiver uma quantia maior que essa deve procurar diversificar seus investimentos em outros bancos”, esclarece Massaro.