Em onde-investir / coe

Brasileiro pode investir em ações robustas nos EUA sem sofrer com volatilidade extrema

COE tem segurança e oferece exposição ao exterior sem risco cambial

Para o investidor brasileiro, investir em ações nos Estados Unidos pode ser um caminho extremamente longo. No formato mais conhecido, é necessário enviar o dinheiro para fora, pagando todas as taxas envolvidas e sentindo a volatilidade do dólar e pagando IOF. Mas a maneira “tradicional” não é a única possível de acessar papéis de fora do país.

No programa COE News desta quinta-feira (9), Maitê Kattar, head de COE da XP Investimentos, e João Simões, também da mesma área na XP Investimentos, apresentam a possibilidade de investir fora do país através dos Certificados de Operações Estruturadas (COEs).

Eles dão como exemplo um ETF da Black Rock que investe em ações de empresas como McDonald’s, Pepsico, Coca-Cola, Mastercard e outras gigantes listadas na bolsa norte-americana. “Em momentos de recessão da economia norte-americana, essas empresas sofrem menos, porque têm fluxo de caixa mais robusto e são mais maduras”, explica a especialista.

Para comparação, a volatilidade atual do índice S&P500, do qual as empresas fazem parte, está em 14%. Este ETF, por outro lado, apresenta volatilidade consideravelmente menor, em torno de 10%.

É possível montar COEs ligados a este ETF com estrutura de jump note - os especialistas consideraram vencimento em 5 anos. Dentro desta estrutura, o investidor recebe como retorno ou a rentabilidade do próprio ETF ou um retorno mínimo, que pode ser, por exemplo, de 61%. “Se este ETF no final de 5 anos subir 0,1%, você ganha 61% no final de 5 anos”, detalha Maitê.

Para assistir ao programa completo, basta dar o play acima. 

Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP.

 

Contato