Em 2013

BM&FBovespa e Tesouro extinguirão taxa de negociação para Tesouro Direto

A taxa, atualmente em 0,1%, será zerada no dia 2 de janeiro; rentabilidade das aplicações subirá

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A taxa de negociação na compra de títulos do Tesouro Direto será extinta, comunicaram a BM&FBovespa (BVMF3) e o Tesouro Nacional nesta sexta-feira (28). A taxa, atualmente em 0,1%, será zerada no dia 2 de janeiro, a próxima quarta-feira. 

De acordo com o Ministério da Fazenda, a medida pretende reduzir os custos de investimentos e expandir a quantidade dos investidores na bolsa brasileira. Essa taxa era cobrada pela BM&FBovespa no momento da compra de títulos – e permite com que esse tipo de investimento fique mais atrativo. 

Exemplificando, o Tesouro Nacional destaca que um investimento de seis meses no Tesouro Direto vai ter sua rentabilidade nominal líquida elevada de 5,71% para 5,92%. Isso já desconsidera as outras taxas e o Imposto de Renda. Depois da mudança, ainda serão cobradas a taxa de custódia da BM&FBovespa e a da instituição financeira – que geralmente varia entre 0% a 2%. 

PUBLICIDADE