Oferecido por

Binance reúne autoridades de 86 países em treinamento e reforça esforços conjuntos

Maior do mundo, plataforma participou de duas relevantes ações e apreendeu milhões de dólares de crimes na Holanda e Índia

MoneyLab

Maior plataforma global de negociação, a Binance realizou recentemente seu primeiro dia de treinamento online para agentes da lei

Publicidade

O ano vem registrando um desempenho positivo para as principais criptomoedas. O Bitcoin, a maior criptomoeda em capitalização de mercado, registrou uma valorização de mais de 47% no ano até agora. O Ethereum, segunda maior, subiu 32% e o BNB disparou mais de 92%. A alta reflete desdobramentos positivos para o mercado em todo o mundo e o aumento do otimismo com esta classe de ativos.

O crescimento da adoção vem acompanhado da maior necessidade de educação sobre o setor, tanto por consumidores quanto pelas autoridades que investigam crimes envolvendo criptomoedas. Instituições de levantamento de dados e plataformas como a Binance, maior provedora global de infraestrutura para o ecossistema blockchain e de criptomoedas, têm investido neste sentido com o objetivo de promover um crescimento mais saudável e sustentável do segmento.

Maior plataforma global de negociação, a Binance realizou recentemente seu primeiro dia de treinamento online para agentes da lei, o Law Enforcement Training Day, uma iniciativa educacional para autoridades de investigação de todo o mundo. O evento faz parte do robusto Programa de Treinamento para Agentes da Lei da Binance, que resultou em mais de 120 workshops e sessões de treinamento online ou presenciais somente no ano passado.

Continua depois da publicidade

O principal objetivo do projeto é oferecer educação funcional e atualizada sobre criptomoedas para investigadores, abordando técnicas práticas de rastreamento em blockchain e tópicos avançados de investigações envolvendo criptoativos. Autoridades de aplicação da lei apresentaram estudos de caso envolvendo investigações de golpes de pig butchering (golpe aplicado online), abuso infantil e financiamento ao terrorismo. Eles mostraram uma combinação de técnicas investigativas tradicionais e rastreamento de fundos em grandes blockchains publicamente rastreáveis, demonstrando a crescente prontidão das agências para abraçar novas alternativas.

Investigações conjuntas

Além do treinamento de autoridades públicas, a Binance está comprometida em fazer um intenso trabalho cooperativo com os agentes de investigação e aplicação da lei em todo o mundo.

No último mês, a unidade de Conformidade de Crimes Financeiros (FCC) da Binance e a Diretoria de Execução (ED) da Índia trabalharam juntas para desmantelar o golpe E-Nugget, um esquema fraudulento de investimento digital disfarçado de plataforma de jogos. A operação levou à identificação e congelamento de 42 contas de ativos digitais ligadas ao golpe, totalizando quase US$ 6 milhões em ganhos ilícitos, bem como centenas de contas bancárias, como resultado de uma análise meticulosa de blockchain e operações terrestres vitais.

Continua depois da publicidade

Em outra ação na Holanda, a plataforma colaborou com o Serviço de Informações e Investigação Fiscal (FIOD) daquele país para congelar milhões de euros vinculados a um grande golpe de saída de plataforma de jogo. Os procedimentos de conformidade, as ferramentas de detecção de lavagem de dinheiro e os recursos de análise da empresa desempenharam um papel vital na detecção de atividades suspeitas e ajudaram as autoridades policiais a rastrear o suspeito.

Agentes do Brasil, Argentina, Colômbia e Uruguai

O treinamento global teve 11 palestrantes da Binance, o portal de aplicação da lei Kodex e as plataformas de investigação de dados de blockchain Chainalysis, TRM Labs, Elliptic e Clain, além de representantes da comunidade de aplicação da lei, incluindo o Departamento de Investigação de Crimes Cibernéticos (CCIB) da Polícia Real Tailandesa, a Agência Nacional de Crimes Organizados da Polícia da República Tcheca e o Departamento de Cibercrimes da Polícia Nacional da Ucrânia.

Ele foi transmitido para uma audiência de mais de 1.300 representantes da aplicação da lei em 86 países, principalmente de agências policiais e procuradores. Participaram autoridades do Brasil, Argentina, Colômbia e Paraguai. Dos 10 países com o maior número de participantes, seis eram europeus. Além de compartilhar conhecimento, a ação também visou construir pontes e reforçar a cooperação necessária entre os setores público e privado.

Continua depois da publicidade

“A cooperação entre os setores público e privado não é apenas desejável, mas uma absoluta necessidade para enfrentar e prevenir atividades criminosas relacionadas a criptomoedas. Ficamos positivamente surpresos com o grande interesse da comunidade global de aplicação da lei e somos gratos a todos os participantes por contribuírem para o espírito proativo deste evento prático de compartilhamento de conhecimento”, comentou Jarek Jakubcek, diretor de treinamento para agentes da lei da Binance.

MoneyLab

MoneyLab é o laboratório de conteúdo de marcas do InfoMoney. Publicidade com criatividade e performance a favor de grandes ideias. Publicamos conteúdos patrocinados para clientes e parceiros.