Em onde-investir / acoes

As 10 piores ações do ano - e em quais vale a pena investir?

Thiago Salomão, analista da Carteira Recomendada InfoMoney, conta quais ações do Ibovespa tiveram o pior desempenho no primeiro semestre do ano e quais delas valem a pena incorporar ao seu portfólio

SÃO PAULO - A primeira metade de 2018 teve fortes emoções na Bolsa brasileira. Em meio ao otimismo inicial com a atividade econômica e a perspectiva de eleição de um candidato reformista, o Ibovespa chegou a bater a máxima de 87.652 pontos em fevereiro. No entanto, a economia mais fraca (e que ficou suspensa por 10 dias com a greve dos caminhoneiros), a corrida eleitoral ainda embaralhada e o cenário internacional mais azedo com os Estados Unidos deflagrando uma guerra comercial e elevando os juros levaram a uma virada no humor dos investidores. Com isso, o Ibovespa não somente zerou os ganhos do ano como fechou em queda de 4,76% no semestre, a 72.762 pontos. 

Muitas ações do Ibovespa tiveram um movimento ainda mais extremo na bolsa e a BRF foi a grande decepção. Thiago Salomão, analista da Carteira Recomendada InfoMoney, conta no programa Bê-a-Bá da Bolsa (confira no player acima) quais ações do Ibovespa tiveram o pior desempenho no primeiro semestre do ano e quais delas valem a pena incorporar ao seu portfólio. 

LEIA MAIS: Super Ciclo: quem quer ver o patrimônio crescer tem "quase obrigação" de se expor na bolsa
                    Petrobras é Magazine Luiza e Alemanha é Itaú: qual ação representaria cada seleção da Copa

As 10 maiores baixas do Ibovespa no 1º semestre
Ação Queda no semestre Motivos
BRF
-50,8%
- Resultados ruins desde 2016
- Carne Fraca
- Embargo comercial 
- Disputa entre acionistas (Abílio Diniz X fundos de pensão)
- Perdas da produção durante greve dos caminhoneiros
Kroton
-48,5%
- Resultados não animam com FIES mais "restritivo" e desafio para captação de base de alunos
- Algumas contestações sobre entrada no ensino básico (compra cara da Somos Educação)
Eletrobras PNB 
-40,3%
- Movimento de correção após disparada com expectativa de privatização (expectativa de que movimento não ocorra esse ano)
Qualicorp 
-38,3%
- Resultados trimestrais não animaram
- Economia a passos mais lentos faz com que muitos deixem de contratar planos de saúde
Ultrapar 
-38,0%
- Ação cara que vem apresentando resultados ruins, com destaque negativo para o Ipiranga
Ecorodovias
-37,5%
- Citação na Lava Jato
- Concessões durante a greve dos caminhoneiros*
Eletrobras ON
-37,0%
(ver Eletrobras PNB)
CCR 
-36,3%
- Concessões da greve dos caminhoneiros*
- Citação na Lava Jato
- Receios sobre falta de novos projetos 
Sabesp
-30,5%
- Notícias negativas sobre revisão tarifária da companhia
- balanços não animam o mercado
Gol
-28,6%
- Alta do dólar, que afeta os custos da companhia
- Petróleo em alta

*Isenção da cobrança de tarifa de pedágio para eixo elevado dos caminhões nas rodovias paulistas

WORKSHOP GRATUITO: O Super Ciclo da Bolsa. Clique aqui e participe!

Vale lembrar que os ganhos líquidos de qualquer portfólio são maiores quando o custo operacional é reduzido. Por isso, procurar por corretoras que oferecem preços baixos na corretagem, como a Clear que cobra apenas R$ 0,80 por operação, ajuda a potencializar os ganhos líquidos. 

Quer investir pagando apenas R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear.

Contato