Em onde-investir / acoes

3 qualidades que todo investidor deve ter, segundo Warren Buffett

Para o bilionário, não é preciso ser "extremamente inteligente" para ganhar dinheiro no mercado de ações

Warren Buffett
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O maior investidor de todos os tempos, Warren Buffett, costuma compartilhar uma série de ensinamentos e dicas aos acionistas em suas cartas anuais da Berkshire Hathaway, em que é o CEO. 

Apesar de afirmar não saber o quanto a pessoa "já nasce sabendo" ou aprende a ser um grande investidor, o Oráculo de Omaha explica que não é preciso ser extremamente inteligente para ser um bom investidor, mas que bons investidores têm determinadas qualidades que contribuem para o seu bom desempenho no mercado. O The Motley Fool listou três dessas características a partir das cartas anuais do bilionário, confira:

1. Ser realista

"Você precisa ser realista. Você precisa definir o seu ciclo de competência e entender que algumas coisas você não sabe e não deve ser seduzido a isso", afirma Buffett. 

Em outras palavras, para ser um grande investidor é preciso saber no que você é bom e o que você realmente não sabe. É por isso que ele não investe em empresas de tecnologia, por exemplo, porque entende que não conhece a indústria o suficiente para tomar boas decisões de investimentos. Por outro lado, empresas de seguros, bancos e de utilities são empresas que ele domina, por isso são encontradas no portfólio da Berkshire.

2. Sede por conhecimento

Muitos investidores se surpreendem com o fato de que Buffett passa a maior parte da sua carga horária lendo. Conhecido por recomendar seus melhores livros de investimentos aos acionistas da Berkshire Hathaway, o Oráculo de Omaha tem uma extensa lista de obras, com preferência pelos autores Benjamin Graham, de "O Investidor Inteligente", e Phillip Fisher, de "Common Stocks and Uncommon Profits".

"Eu acredito que os livros que li e que moldaram o que penso sobre negócios e investimentos continuam válidos hoje. Eu não vejo nada que possa ser melhorado de Graham ou Fisher em termos de abordagem básica de investimentos, ou seja, sobre como tratar de ações e negócios e tomar boas decisões de investimentos", diz. 

3. Não seguir a maioria

Buffett já repetiu este conselho diversas vezes. Em sua carta aos acionistas em 2008, por exemplo, escreveu: "Tome cuidado com as estratégias de investimento que geram aplausos; os melhores movimentos são geralmente aqueles recebidos por bocejos". 

O que o CEO da Berkshire Hathaway quer dizer, é que escolher ações só porque a maioria está investindo ou então sair do investimento - essa é uma estratégia que só resulta em perdas e geralmente leva a um baixo desempenho do investidor no mercado ao longo do tempo. "Não é um processo complicado, mas com certeza requer disciplina", diz. E completa: "Exige um isolamento de si mesmo da opinião popular". 

Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP

 

Contato