Em negocios / startups

Arco Educação compra Positivo por R$ 1,65 bi

Se o negócio se concretizar, a startup pagará R$ 1,65 bilhão pelo negócio e passará a atender aproximadamente 1,2 milhão de alunos

educação
(Shutterstock)

A Arco Educação assinou acordo para aquisição de 100% do capital social do Sistema Positivo de Ensino, companhia paranaense com 40 anos de mercado. Se o negócio se concretizar, a startup pagará R$ 1,65 bilhão pelo negócio e passará a atender aproximadamente 1,2 milhão de alunos, em cerca de 4,9 mil escolas brasileiras.

A transação ainda precisa passar pelo aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Aprovado pelos conselhos das duas empresas, o acordo não está sujeito ao voto de acionistas.

A aquisição será feita em dinheiro, sendo 50% pagos na hora do fechamento do negócio. O restante será desembolsado nos cinco anos seguintes, sem pagamento em 2020, 10% nos dois anos seguintes e 15% em 2023 e 2024.

Plataforma

Hoje, o Sistema Positivo de Ensino atende mais de 695 mil alunos de 3,4 mil escolas particulares, em todos os estados do Brasil. Na negociação, estão contempladas apenas as marcas e soluções educacionais destinadas a escolas privadas do Sistema Positivo de Ensino. Estão excluídos da transação, por exemplo, os colégios, o curso pré-vestibular e universidades do Grupo Positivo, assim como o Sistema Aprende Brasil, que atende escolas públicas, e a gráfica Posigraf.

"O Sistema Positivo é uma das mais tradicionais marcas da educação brasileira, com 40 anos de atuação pautada na qualidade e seriedade", disse Ari de Sá Neto, presidente da Arco, em comunicado. "Para nós, é uma honra ter a possibilidade dar continuidade este trabalho."

A Arco foi a primeira startup de educação e tecnologia brasileira a abrir capital na Nasdaq. A empresa vem tendo crescimento histórico de 40% ao ano e atende aproximadamente a 500 mil alunos, em quase 1,5 mil escolas espalhadas pelo País.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

 

Contato