Em negocios / startups

Americano doa US$ 100 mil para estudantes largarem a faculdade e abrirem empresas

O empresário acredita que a educação superior nos EUA é uma "bolha"

Peter Thiel
(Reuters)

SÃO PAULO - Há dois anos, o americano Peter Thiel, fundador do PayPal, empresa mundial de pagamento online, decidiu dar uma “mãozinha” para jovens empreendedores. Ele resolveu doar US$ 100 mil para cada estudante que largar a faculdade e abrir uma empresa. Isso porque ele acreditava que o ensino superior é uma “bolha”.

Em uma entrevista ao portal Fast Company, ele afirmou que embora a bolha da educação permaneça nos EUA, muitos estão questionando o conhecimento passado no ensino superior, isso porque, segundo ele, a sabedoria passada credenciam os alunos a vagas de emprego com fracas perspectivas.

"O momento é claramente propício para inovadores. Muitos mais jovens têm conhecimento e habilidade que precisam para construir uma vida de sucesso”, disse à publicação.

Jovens selecionados
Atualmente, o projeto está na terceira turma. Foram selecionados 22 jovens, sendo que apenas quatro são mulheres. Há projetos de novas empresas em tecnologia, moda, saúde, educação entre outros.

Das outras turmas que receberam a doação em 2011 e 2012, foram criadas mais de 30 empresas que juntas levantaram um patrimônio de US$ 34 milhões.

 

Contato