Randon e Gerdau: empresas se unem no serviço de locação de veículos pesados

Empresa se chamará Addiante e ficara sob o comando de Fábio Leite, executivo com mais de 20 anos de atuação no mercado de locação e logística

Mariana Amaro

Publicidade

Gerdau e Randon anunciou no mês passado se uniram para abrir frente no mercado de locação de veículos pesados. O negócio tem investimento de R$ 250 milhões e participação de 50% de cada sócio nas ações da nova unidade, além de outras fontes de captação que poderão ser acessadas no futuro.

Agora, após comunicar que foram cumpridas as condições para a criação de uma nova empresa -o que inclui aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade)-, na última quinta-feira (3), foram firmados os documentos que formalizam a constituição da nova sociedade, permitindo o início das atividades da empresa.

A nova companhia se chamará Addiante e será liderada por Fábio Leite, executivo com mais de 20 anos de atuação no mercado de locação e logística.

Continua depois da publicidade

Leia também: Na terra do agro, surge um concorrente no mercado de abastecimento de frota 

O profissional chega com a missão de liderar a formar equipes e estruturas necessárias para o início das operações da nova empresa nos próximos meses.

Fabio Leite, CEO da Addiante, joint-venture entre Gerdau e Randon
Fabio Leite, CEO da Addiante, joint-venture entre Gerdau e Randon (Foto: Acervo pessoal)

Por meio da inteligência na gestão de ativos, a Addiante oferecerá ao mercado soluções de transportadores e embarcadores, com a prestação de serviços de locação de produtos relacionados ao transporte e movimentação de cargas e estará conectada aos negócios da vertical de Serviços Financeiros e Digitais das Empresas Randon. Com isso, a Addiante contará com o apoio da Rede de Distribuidores da Randon Implementos, com mais de 80 pontos em todo o País.

Para Daniel M. Ely, vice-presidente executivo e CTO das Empresas Randon, a joint-venture vai explorar sinergias entre as duas companhias. “Acreditamos nas potencialidades deste novo negócio para o setor de transporte e logística, explorando sinergias e demandas do mercado na criação de soluções adequadas e sustentáveis”, diz.

Para a Gerdau, a criação da Addiante é mais um passo da estratégia da Gerdau Next, divisão de novos negócios da companhia, que tem o objetivo de diversificar o portfólio de negócios da produtora de aço. “Buscamos desenvolver continuamente soluções adequadas às necessidades dos nossos clientes e com sinergias claras entre os nossos negócios. A Addiante contribuirá para um desenvolvimento mais sustentável do segmento de logística, unindo inovação, tecnologia e a experiência de duas grandes indústrias brasileiras”, afirma Juliano Prado, vice-presidente global da Gerdau.

Mariana Amaro

Editora de Negócios do InfoMoney e apresentadora do podcast Do Zero ao Topo. Cobre negócios e inovação.