Balanço

Profarma registra lucro de R$ 10,8 milhões no terceiro trimestre

Resultado sobe 27,4% na comparação com o ano passado, mas encolhe 12,9% na passagem trimestral

SÃO PAULO – A Profarma (PFRM3), distribuidora de produtos farmacêuticos, registrou lucro líquido de R$ 10,8 milhões no terceiro trimestre, um crescimento de 27,4% em relação ao mesmo período do ano passado. No confronto com o segundo trimestre, no entanto, o valor é 12,9% menor.

A receita líquida da empresa subiu 15,6% ano a ano, para R$ 812,6 milhões. Já a receita bruta ficou em R$ 957,7 milhões, alta de 15,3% em 12 meses.

Na análise por itens comercializados, os genéricos foram os que apresentaram o melhor desempenho, com incremento de 54,7%. Por outro lado, os medicamentos de marca, que representam a maior fatia da receita, recuaram 0,3%.

O Ebitda (geração operacional de caixa) somou R$ 22,1 milhões de julho a setembro, com aumento de 14,7% sobre um ano antes. A margem Ebitda (relação percentual entre receita líquida e Ebitda) ficou estável em 2,7%.