Em negocios / noticias-corporativas

Open to Buy é solução para redes de varejo

Metodologia combina análise de estoque e histórico para criar uma fórmula de estoque ideal

As companhias que atuam no varejo sabem como pode ser difícil manter o estoque equilibrado.

Primeiro, pode ser muito complicado e penoso contabilizar corretamente e manter os dados de estoque sempre atualizados sem boas ferramentas e processos muito bem estabelecidos.

Segundo, nem sempre existe um estudo profundo sobre as quantidades de artigos que devem ser compradas. Isso resulta em itens em excesso – que representam dinheiro parado e espaço ocupado –, ou em falta – o que prejudica a experiência do consumidor e faz o varejista perder a chance de vender.

No caso de redes com várias unidades ou de franquias, a questão se torna ainda mais crítica, uma vez que os problemas no estoque nas unidades podem prejudicar a saúde financeira dos pontos de venda e até da marca, de forma geral.

Mas, existem algumas metodologias que resolvem essa questão e, consequentemente, diminuem os prejuízos relacionados à má gestão do estoque. Uma das mais populares é o Open to Buy.

O que é Open to Buy

O Open to Buy (OTB) é uma lógica de gestão que combina análise de estoque e dados históricos sobre margens e vendas de cada produto para criar uma fórmula de estoque ideal.

A ideia é estudar profundamente os itens que compõe o estoque e cruzá-los com variáveis como a época do ano, localização da loja e público para definir quais itens devem ser comprados.

Através dessa análise, é possível construir um plano de compras mais eficiente, que reduz desperdícios e otimiza os lucros da empresa.

Vantagens do Open to Buy

O principal benefício do OTB é criar um estoque sem excessos e nem carências, o que permite que as unidades tenham operações mais funcionais, lucrativas e sem a necessidade de fazer liquidações periódicas (algo que é interessante para desocupar espaço no estoque, mas também reduz a margem de lucro da empresa).

Outra vantagem importante é a possibilidade da companhia se planejar a longo prazo. Como o Open to Buy ajuda os gestores a entender melhor quais itens comprar e quando comprar, também fica mais simples compreender as mudanças de comportamento do consumidor, chegada de novas tendências e da sazonalidade.

Tudo isso é fundamental para que a rede possa realizar um bom planejamento para os próximos meses e anos.

Quando se conhece muito bem o negócio e o gestor sabe criar parâmetros que definem as decisões tomadas, também surge a possibilidade de automatizar alguns processos, incluindo a gestão de estoque.

Com um bom software de gestão, atividades como cálculo de estoque mínimo, solicitação de pedidos para os fornecedores homologados e emissão de notas fiscais podem ser automatizadas. Com isso, a operação se torna mais ágil, organizada e sem erros.

Implementação do Open to Buy

Para adaptar a gestão de estoque à metodologia Open to Buy, o primeiro passo é fazer um inventário do estoque e um levantamento do histórico dos anos anteriores.

Esse primeiro estudo vai gerar uma contagem apurada da situação do estoque e ajudar a entender como funciona a sazonalidade no seu negócio e quais são os produtos com maior e menor demanda.

Também é importante fazer uma cobertura de estoque, ou seja, quantos meses o estoque de determinado produto deve durar antes de uma reposição. Esse número pode mudar de acordo com a sazonalidade percebida pelo histórico de vendas e experiências da franquia.

Esses dados vão ajudar a companhia a desenhar o estoque mais equilibrado para cada período. A empresa pode usar alguns dados gerais e usar sua expertise para guiar a análise, mas, se tiver muitas unidades em diferentes praças, a melhor opção é fazer uma análise individual.

Contar com um bom sistema de gestão também é fundamental na implementação do Open to Buy. O Solutto é uma solução para aplicar a metodologia. Com sistema modular, o Solutto conta com ferramentas para gestão financeira integrada, organização do fluxo de caixa e monitoramento de vendas e faturamento em tempo real.

O Solutto também conta com uma central de vendas, que otimiza o processo de atualização de estoque. O módulo permite cadastrar fornecedores homologados, automatizar emissão de notas ficais e boletos e ainda sugere a reposição de produtos de acordo com o estoque atual.

Sobre a Solutto

Especialista em soluções de tecnologia para franquias, a Solutto trabalha com um ERP robusto que atende franqueadores e franqueados. A empresa atua no mercado desde 2000 e hoje atende mais de 280 marcas de franquias, com mais de 5 mil usuários ativos no software.

Saiba mais: http://solutto.com.br/

Website: http://solutto.com.br/

 

Tudo sobre: 

Contato